O uso do peritônio bovino conservado em glicerina na correção de hérnia ventral em ratos

O uso do peritônio bovino conservado em glicerina na correção de hérnia ventral em ratos

Título alternativo The role of preserved bovine peritoneum in rats ventral hernia
Autor Bastos, Eduardo Lemos de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Fagundes, Djalma José Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A correcao cirurgica dos defeitos da parede abdominal, tais como as hernias ventrais, ainda permanece como um problema para os cirurgioes. As operacoes para reparo destes defeitos podem ter resultados desanimadores. Desde que as telas cirurgicas foram incorporadas no arsenal terapeutico, elas tem desempenhado um papel fundamental no sucesso destas correcoes. O peritonio parietal bovino e um material biologico que fornece grande quantidade de material a cada coleta e parece ser mais resistente que o peritonio de outros animais. OBJETIVO: Estudar o uso de uma protese de peritonio bovino na correcao de hernia ventral em um modelo animal de doenca. METODOS: Utilizando 57 ratos machos Wistar, comparou-se o implante do peritonio bovino com a tela de polipropileno na correcao de um defeito provocado na parede abdominal do animal. Apos 7 (sub-grupo A) e 28 (subgrupo B) dias de observacao, as pecas foram retiradas e procedeu-se o estudo histologico atraves da quantificacao de colageno pelo metodo de captacao e processamento digital de imagens e a avaliacao da resistencia a tracao em Maquina Universal de Ensaios. Um grupo sem implante de material protetico foi utilizado como controle nos testes de forca tensil. Os testes de Mann-Whitney e de Kruskal-Wallis foram utilizados e estabeleceu-se em 0,05 o nivel para rejeicao da hipotese de nulidade. RESULTADOS: os testes de resistencia a tracao, com valores expressos em Newton, nao mostraram diferencas estatisticas entre os grupos estudados, tanto no 7° quanto no 28° dia de pos-operatorio, e ambos foram menos resistentes que a parede abdominal normal (p < 0,05*). A quantificacao do colageno na interface do implante mostrou equivalencia entre os grupos Peritonio e Polipropileno (p = 0,55 NS). CONCLUSAO: O peritonio parietal bovino apresentou infiltracao de tecido fibrocolageno e resistencia tensil semelhante a da tela de polipropileno na correcao de hernia ventral em ratos
Palavra-chave Hérnia ventral
Telas cirúrgicas
Peritônio
Modelos animais
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 63 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 63 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19853

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta