Efeito de um inibidor de lipases gastrointestinais sobre a absorção intestinal e excreção urinária de oxalato

Efeito de um inibidor de lipases gastrointestinais sobre a absorção intestinal e excreção urinária de oxalato

Título alternativo Effect of gastrointestinal lipase inhibitor on intestinal absorption and urinary oxalate excretion
Autor Ferraz, Renato Ribeiro Nogueira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Heilberg, Ita Pfeferman Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Gorduras nao absorvidas podem se ligar ao calcio no lumen intestinal numa reacao de saponificacao, limitando a quantidade de calcio livre para complexacao com o oxalato, resultando em maior absorcao intestinal de oxalato e consequente excrecao urinaria. O objetivo deste trabalho foi o de avaliar se o Orlistat (Xenical®), um inibidor de lipases gastrintestinais que leva a ma absorcao de gorduras, poderia elevar a excrecao urinaria de oxalato em um modelo experimental em ratos. Trinta e nove (39) ratos Wistar machos receberam racao comercial (Controle, n=10), suplementada com 2 por cento de oxalato de sodio (NaOx, n=10) ou 3,2 ml de oleo de soja (Oleo, n=9), ou com ambos (NaOx + Oleo, n=10) por 4 semanas (DIETA). Orlistat (ORL, 16 mg/dia) foi adicionado a dieta da 5a a 8a semana (DIETA + ORL). Os valores urinarios do oxalato (uOx), calcio (uCa), magnesio (uMg), e citrato (uCit) foram determinados e o produto de atividade ionica do oxalato de calcio (AP (CaOx) index ,t) foi estimado. Apos DIETA + ORL observou-se aumento significante em relacao ao periodo basal do uOx nos grupos Controle (0,64 ± 0,1 vs 0,56 ± 0,1 mg/24h), oleo (0,80 ± 0,3 vs 0,49 ± 0,2 mg/24h), e NaOx (2,48 ± 0,8 vs 0,57 ± 0,2 mg/24h), tendo sido o incremento mais marcante no grupo NaOx + Oleo (3,87 ± 0,7 vs 0,47 ± 0,1 mg/24h). Observou-se tambem que todos os grupos exceto o Controle apresentaram uma significante reducao no uCa e uMg pos DIETA + ORL. O uso de ORL induziu um significante aumento no AP (CaOx) index ,ar comparando-se respectivamente aos periodos basal e DIETA nos grupos NaOx (4,52 ± 2,34 vs 0,94 ± 0,86 e 1,53 ± 0,93) e NaOx + Oleo (6,49 ± 4,03 vs 0,54 ± 0,17 e 1,76 ± 1,32). Estes dados sugerem que o uso de inibidor de lipases, especialmente quando associado a uma dieta rica em oxalato com ou sem gordura induz marcada hiperoxaluria e a uma leve reducao no uCa e uMg que resultam em um acrescimo no produto de atividade ionica do oxalato de calcio, elevando o risco de cristalizacao urinaria e formacao de calculos
Assunto Absorção
Gorduras
Oxalato de cálcio
Litíase
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 62 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 62 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19811

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)