Estudo da neurotramissao aminoacidergica no cerebro de proechimys guyannensis submetidos ao status epilepticus induzido por pilocarpina

Estudo da neurotramissao aminoacidergica no cerebro de proechimys guyannensis submetidos ao status epilepticus induzido por pilocarpina

Título alternativo Study of amino acids neurotramsmiters in the brain of proechimys guyannensis submitted to status epilepticus induced by pilocarpine
Autor Castro Neto, Eduardo Ferreira de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo OBJETIVO: Analisar as concentracoes de aminoacidos neurotransmissores no hipocampo e no cortex dos Proechimys guyannensis (Proechimys), submetidos ao status epilepticus induzidos por pilocarpina, comparando as alteracoes encontradas com as observadas no rato Wistar (Cavalheiro e col., 1994), submetido a mesma condicao, na tentativa de correlacionar a resistencia desse animal a epilepsia com as alteracoes aminoacidergicas. Efetuamos tambem a comparacao da concentracao de aminoacidos no hipocampo e cortex de ratos Wistar e Proechimys normais. Para esse fim houve a necessidade de padronizarmos novo metodo de quantificacao de aminoacidos por HPLC em sistema isocratico. METODO: Os animais foram divididos em 3 grupos: 1) ratos Wistar controles; 2) Proechimys controles; 3) Proechimys submetidos ao status epilepticus. Os animais dos grupos 1 e 2 foram injetados com salina el do grupo 3~ injetados com pilocarpina. Os animais foram sacrificados 2 horas, apos o status epilepticus, foram decapitados, os hipocampi e corticies foram separados, homogeneizados em solucao tampao, centrifugados, filtrados, submetidos a derivatizacao e injetados no HPLC. Os aminoacidos estudados foram o aspartato (ASP), glutamato (GLU), serina (SER), histidina (HIS), glutamina (GLN), glicina (GLI), treonina (TIRE), taurina (TAU), alanina (ALA) e acido y-aminobutirico (GABA). RESULTADOS: Em condicoes normais, o Proechimys apresentou maiores concentracoes de ASP e GLU, menores concentracoes de GLI, TAU, GABA e concentracoes similares de GLN, SER, TRE, ALA e HIS, no hipocampo, quando comparados com os Wistar normais. O cortex apresenta maior concentracao de todos os aminoacidos (exceto HIS e TRE) no Proechimys. O hipocampo dos Proechimys submetidos ao status epilepticus apresentou aumento na concentracao de SER, HIS, GLI, TRE, ALA e GABA e diminuicao de ASP, quando comparado ao controle (grupo 2). No cortex dos animais do grupo 3, houve aumento das concentracoes de TRE, ALA e HIS e diminuicao de ASP, GLU, SER, GLN, GLI, TAU e GABA, quando comparados aos animais controles. CONCLUSOES: 1- Foi padronizada nova tecnica de analise de aminoacidos por HPLC. 2- O Proechimys normal apresenta niveis distintos tanto no hipocampo quanto no cortex dos principais aminoacidos neurotransmissores, quando comparacao com ratos Wistar normaisa(au)
Palavra-chave ESTADO EPILETICO
Pilocarpina
Aminoácidos
Hipocampo
Córtex Cerebral
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 128 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 128 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19804

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta