Contribuicao da enfermagem para a prevencao de afeccoes otorrinolaringologicas em Saúde publica

Contribuicao da enfermagem para a prevencao de afeccoes otorrinolaringologicas em Saúde publica

Título alternativo Nursing contribuition to the public health prevention of otolaryngology diseases
Autor Troyano, Vania Teresa Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Este trabalho e um estudo prospectivo que visa a atuacao de enfermagem preventiva na area de afeccoes otorrinolaringologicas em comunidades carentes, com criancas na fase pre-escolar e escolar. Com o objetivo de identificar a real incidencia das afeccoes otorrinolaringologicas passiveis de intervencoes preventivas, propor medidas de carater preventivo e informativo e avaliar o grau de entendimento da populacao alvo, foi realizada uma pesquisa em campo, seguida de atendimento medico, para confirmacao do diagnostico definitivo. 0 projeto foi desenvolvido em duas comunidades carentes na regiao sul de Sao Pauto: Bairros de Jardim Angela e Jardim Sao Francisco. A incidencia das afeccoes otorrinolaringologicas nessas comunidades foi: rinite alergica (54 por cento), respiracao bucal (10,88 por cento), otite media secretora (10,88 por cento), hipertrofia adeno-amigdaliana (10 por cento), amigdalite cronica (9,41 por cento) entre outras menos prevalentes. A partir desses dados foram elaboradas estrategias para divulgar as medidas preventivas e orientacoes sobre os cuidados com as afeccoes otorrinolaringologicas. No Jardim Sao Francisco foram realizadas palestras sobre sinais e sintomas, acoes preventivas e cuidados em otorrinolaringologia, sendo fornecido um manual informativo aos participantes. Para avaliar o grau de entendimento imediato das informacoes oferecidas foi aplicado um questionario com questoes abertas e fechadas. 0 reconhecimento na identificacao dos sinais de afeccoes otorrinolaringologicas foi relatado: ronco (84,3 por cento) e respiracao bucal (80,9 por cento). Quanto as acoes preventivas das afeccoes otorrinolaringologicas, os cuidados domesticos com po e acaro representaram 71,9 por cento de respostas e, 67,4 por cento dos participantes propuseram mudanca de habitos. Esse estudo mostrou que a maioria dos entrevistados souberam identificar os sinais das afeccoes otorrinolaringologicas e que ha necessidade de reforco nas orientacoes com educacao continuada na comunidade
Palavra-chave Otorrinolaringopatias/enfermagem
Otorrinolaringopatias/prevenção & controle
Enfermagem em Saúde Pública
Criança
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 82 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 82 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19793

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta