Tomografia computadorizada no diagnóstico da otosclerose fenestral

Tomografia computadorizada no diagnóstico da otosclerose fenestral

Título alternativo Computed tomography in the diagnosis of fenestral otosclerosis
Autor Vicente, Andy de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Penido, Norma de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Yamashita, Helio Kiitiro Autor UNIFESP Google Scholar
Mangabeira-Albernaz, Pedro Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Hospital Cema
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo AIM: To identify the main tomographic findings of fenestral otosclerosis and to evaluate the utility of the high resolution computed tomography (HRCT) as a diagnostic method of this osteodystrophy. STUDY DESIGN: A prospective and multicentric study using computed tomography (CT) of the temporal bone. MATERIAL AND METHOD: 54 patients with a clinical and surgical diagnosis of otosclerosis. A tomographic analysis has been performed to evaluate the sensitivity of CT scans in diagnosing fenestral otosclerosis, verifying the sites of predilection for otosclerotic lesions, the bilateralism and symmetry of the disease. In this study, 22 patients undergone CT scans of temporal bones have been included in order to investigate other otologic diseases and have constituted the control group. RESULTS: The CT scan was positive in 87% of the patients (77% of the ears). The tomographic findings were mostly bilateral (78,7%) and the fenestral focus more prevalent was the anterior focus to the oval window. CONCLUSIONS: The CT scan has shown a high index of positivity and the anterior focus to the oval window has been the most prevalent in this population, and it could be considered the highly suggestive tomographic finding for otosclerosis.

OBJETIVO: Identificar os principais achados tomográficos da otosclerose fenestral e avaliar a utilidade da tomografia computadorizada de alta resolução (TCAR), como método diagnóstico dessa osteodistrofia. FORMA DE ESTUDO: Estudo prospectivo multicêntrico com tomografia computadorizada (TC) de ossos temporais. MATERIAL E MÉTODO: 54 pacientes com diagnóstico clínico e cirúrgico de otosclerose. Foi realizada uma análise tomográfica, em que foi avaliada a sensibilidade da TC no diagnóstico radiológico da otosclerose fenestral, sendo verificados os principais sítios de lesões dessa doença, como também a sua bilateralidade e simetria. Foram incluídos neste estudo 22 pacientes submetidos à TC de ossos temporais para investigação de outras afecções otológicas, que constituíram o grupo controle. RESULTADOS: A TC foi positiva em 87% dos pacientes (77% das orelhas). Os achados tomográficos foram bilaterais na maioria dos casos (78,7%), e o foco fenestral mais prevalente foi o foco anterior à janela oval (FAJO). CONCLUSÕES: A TC apresentou um alto índice de positividade e o FAJO foi o foco mais prevalente nessa população, podendo ser considerado um achado tomográfico altamente sugestivo de otosclerose.
Palavra-chave otosclerosis
tomography
x-ray computed
hearing loss
otosclerose
tomografia computadorizada por Rx
perda auditiva
Idioma Português
Data de publicação 2004-01-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 70, n. 1, p. 66-73, 2004.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 66-73
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992004000100012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992004000100012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1975

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992004000100012.pdf
Tamanho: 268.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta