Avaliação de fatores de risco para doença aterosclerótica em estudantes de um colégio particular de São Paulo

Avaliação de fatores de risco para doença aterosclerótica em estudantes de um colégio particular de São Paulo

Título alternativo Evaluation of risk factors for atherosclerosis in students enrolled in a private school in the city of São Paulo
Autor Schimith Escrivão, Maria Arlete Meil Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lopez, Fábio Ancona Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar fatores de risco para doenca aterosclerotica (obesidade, dislipidemias, dieta aterogenica, sedentarismo, antecedentes familiares de doenca cardiovascular precoce e dislipidemias) em adolescentes. Metodos: 316 estudantes (177 do sexo masculino e 139 do sexo feminino), na faixa etaria de 10 a 19anos e 11 meses, de um colegio particular da cidade de São Paulo foram classificados em subgrupos segundo o estagio de desenvolvimento puberal definido pelos criterios de Tanner. Realizou-se avaliacao antropometrica e o estado nutricional foi considerado de acordo com o indice de massa corporal. O consumo alimentar foi obtido por meio do inquerito do Dia Alimentar Habitual. Foram coletadas amostras de sangue, apos jejum de 12 horas, para dosagem do colesterol total e fracoes: HDL-C, LDL-C, VLDL-C e triglicerides. Atividade fisica e antecedentes familiares de doenca cardiovascular precoce e dislipidemias foram investigados, utilizando-se interrogatorio previamente padronizado. Testes usados na analise estatistica: analise de variancia, teste t, teste do quiquadrado e modelos de regressao logistica multipla. Resultados: 5.7 por cento dos adolescentes apresentavam baixo peso, 69.3 por cento eutrofia, 16.1 por cento sobrepeso e 8.9 obesidade. No sexo feminino, as prevalencias de sobrepeso (13 por cento) e obesidade (5.8 por cento) foram mais baixas do que as encontradas para sobrepeso (18.6 por cento) e obesidade (11.3 por cento) , no sexo masculino. Os maiores percentuais de sobrepeso e obesidade ocorreram no estagio puberal 2. Decrescimos de 8.62 mg/dl, 6.22 mg/dl, 2.22mg/dl, respectivamente, para o colesterol total, LDL-C,HDL-C foram verificados para cada estagio crescente do desenvolvimento puberal. O estagio puberal 2 mostrou valores mais elevados de VLDL-C e triglicerides. As meninas puberes apresentaram niveis significantemente mais altos de VLDL-C e triglicerides do que os meninos puberes. Os percentuais de valores alterados do perfil lipidico foram: colesterol total:29 por cento; LDLC:25 por cento; HDL-C: 9 por cento ; VLDL-C: 13.3 por cento ; triglicerides: 10 por cento. Para os triglicerides, o estagio 2 de Tanner aumentava 5.35 vezes a chance de alteracoes; sobrepeso e obesidade aumentavam 3.08 e 6.17 vezes, respectivamente; antecedentes de doenca cardiovascular precoce aumentavam 2.21 vezes. Para o LDL-C, antecedentes familiares de dislipidemias nos pais e em outros parentes de primeiro grau aumentavam 2.40 e 2.12, respectivamente, a chance de alteracoes; frequencia de atividade fisica menor do que 4 vezes por semana aumentava 1.78 vez. Para o HDL uCa(au)
Palavra-chave Fatores de risco
Aterosclerose
Adolescente
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 161 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 161 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19737

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta