Avaliacao da qualidade de vida e do impacto da doenca nos cuidadores primarios de pacientes com artrite reumatoide juvenil

Avaliacao da qualidade de vida e do impacto da doenca nos cuidadores primarios de pacientes com artrite reumatoide juvenil

Título alternativo Quality of life and impact of the disease on primary caregivers of juvenile rheumatoid arthritis patients
Autor Bruns, Alessandra Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar a qualidade de vida e o impacto da doenca nos cuidadores primarios de pacientes com artrite reumatoide juvenil (ARJ). Material e Metodos: Setenta pacientes com ARJ, segundo os criterios do American College of Rheumatology (1977), dos ambulatorios de reumatologia pediatrica da Escola Paulista de Medicina - UNIFESP e do Instituto da Crianca - USP e seus respectivos cuidadores foram entrevistados. Dados clinicos e demograficos foram coletados. A avaliacao da qualidade de vida foi obtida utilizando-se os seguintes instrumentos: Childhood Health Assessment Questionnaire (CHAQ), The Medical Outcomes Study 36-Item Short-Form Health Survey (SF-36) e Psychiatric Screening Questionnaire (SRQ-20). O impacto da doenca nos cuidadores foi medido pelo Caregiver Burden Scale (CB Scale). Resultados: O tipo de inicio da ARJ foi sistemico em 41,4 por cento dos pacientes, poliarticular em 35,7 por cento e pauciarticular em 22,9 por cento. O tempo medio de duracao da doenca foi de 5,0 anos (DP=3,8). Os escores medios do CHAQ e da escala visual analogica de dor foram de 0,6 (DP=0,7) e 1,5 (DP=2,1) respectivamente. O numero medio de articulacoes limitadas foi de 10,3 (DP=15,5) e de articulacoes edemeciadas e dolorosas foi de 1,9 (DP=4,7). A maioria dos cuidadores era mulheres (91,4 por cento), casadas (76,6 por cento), maes (92,2 por cento) e com baixo nivel educacional e socio-economico. A media de idade dos cuidadores foi de 37,2 anos (DP=8,8). Disturbios psico-emocionais medidos pelo SRQ-20 foram encontrados em 34,3 por cento dos cuidadores. Dor e Saúde mental no SF-36 foram os mais afetados. O escore medio do impacto total medido pelo CB Scale foi de 1,6 (DP=0,3). Decepcao e ambiente foram os dominios mais comprometidos no CB Scale. O CB Scale correlacionou-se de maneira positiva e estatisticamente significante com o SRQ-20 (r = 0,6), numero de articulacoes limitadas (r = 0,3) e numero de consultas (r = 0,2); e negativamente com renda familiar (r = -0,3), Saúde mental (r = -0,6), aspectos emocionais (r = -0,4), aspectos sociais (r = -0,4), vitalidade (r = -0,5) e estado geral do SF-36 (r = -0,4). A maior contribuicao associativa tanto com o CB Scale quanto com os dominios dor e Saúde mental do SF-36 foi proporcionada pelo SRQ-20. Nao houve diferenca estatisticamente significante entre as medias do CB Scale nos subtipos de inicio e evolutivo da ARJ. Conclusoes: O aspecto da qualidade de vida mais comprometido nos cuidadores de pacientes com ARJ e o emocional. E o impacto da doenca percebido por eles depende mais de seus aspectos emocionais do que das condicoes fisicas dos pacientes
Palavra-chave Artrite
Artrite Juvenil
Cuidadores
Qualidade de Vida
Perfil de Impacto da Doença
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 149 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 149 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19726

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta