Bacteriologia da região dérmica em área peri-colostômica

Bacteriologia da região dérmica em área peri-colostômica

Título alternativo Bacteriology of dermic region in peri-colostomy area: qualitative and quantitative study
Autor Salles, Valdemir José Alegre Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Saad, Sarhan Sydney Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A confeccao de uma colostomia, que tem por objetivo o desvio transito intestinal para o exterior, determina indices variaveis de infeccao colostomica. Objetivo: Identificar as alteracoes ocorridas na bacteriologia da cai dermica peri-colostomica da parede abdominal em doentes portadores de colostomia, por meio da determinacao qualitativa e quantitativa da flora bacteriana. Metodos: Foram incluidos trinta e quatro doentes portadores de colostomias temporarias, realizadas no sigmoide em dezenove casos (55,9 por cento) e, no colon transverso, em quinze casos (44,1 por cento). Dentre os doentes estudados, vinte (58,8 por cento) pertenciam ao masculino e quatorze (41,2 por cento), ao feminino. Quanto a faixa etaria foi observado a media da idade foi de 51,6 anos, com uma idade minima de 16 anos e uma maxima 84 anos. Dos dezesseis (47 por cento) portadores de colostomia, devido a doenca neoplasica, colorretal maligna, treze (81,3 por cento) foram classificados no estadio 132 e tres (18,7 por cento) estadio B1. Na avaliacao do risco cirurgico, vinte e cinco (73,5 por cento) doentes foram classificados na classe I, e nove (26,5 por cento), na classe II. Todos os doentes colostomizados ha mais de sete semanas. O grupo controle foi composto por doentes portadores de colecistite cronica calculosa, que foram submetidos a tratamento cirurgico. A obtencao da amostra tecidual foi realizada apos a anti-sepsia da regiao peri-colostomica, utilizando-se de uma pinca saca-bocado, sendo realizadas biopsias no tecido cutaneo, junto a borda inferior da colostomia. A bacteriologia foi determinada pela realizacao de cultura aerobia e anaerobia e pela quantificacao de bacterias encontradas por grama de tecido. Para a analise estatistica, foi aplicado o teste Exato de Fisher e o teste de Associacao linear por linear, admitindo-se um p0,1 como nivel para rejeicao da hipotese de nulidade. Resultados: Nao ocorreu crescimento bacteriano no estudo do grupo controle. Na regiao peri-colostomica, a bacteria aerobia mais encontrada foi a Escherichia coli, estando presente em todos os casos de doenca colorretal benigna e em 81,2 por cento dos casos de doenca neoplasica colorretal maligna. Dentre as bacterias anaerobias, a mais frequente foi o Bacteroides sp, na doenca colorretal benigna (44,5 por cento), e o Peptococcus sp, na doenca neoplasica colorretal maligna (43,7 por cento). A bacteria Escherichia coli esteve presente em todo casos de sigmoidostomia, enquanto as bacterias Bacteroides sp e o Bacteroides fragilis em 31,6 por cento destes casos. Nos doentes com transversostomia, a Escherichia coli foi encontrada em 80 por cento, e o Peptococcus sp, em 53,3 por cento dos casos. No estudo da associacaoa(au)
Palavra-chave Derme/microbiologia
Colostomia
Técnicas de cultura
Bactérias/crescimento & desenvolvimento
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 78 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 78 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19695

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta