Acao hemodinamica e metabolismo da bradicinina no figado

Acao hemodinamica e metabolismo da bradicinina no figado

Título alternativo Hemodynamic action and metabolism of bradykinin on the liver
Autor Gioli-Pereira, Luciana Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Bradicinina (R1P2P3G4S6P7F8R9) infundida na veia porta provoca resposta hipertensiva via receptor B2 e, por outro lado, e eficientemente hidrolisada pelo figado. A EC 3.4.24.15 e a principal enzima inativadora de BK in vitro e e liberada de figados normais preservados ex vivo em liquido Braun Collins. Nossos objetivos foram: 1) estudar a liberacao da EC 3.4.24.15 no reperfusato de figados (normais e em fase aguda de inflamacao) preservados ex vivo; 2) localizar a EC 3.4.24.15 no figado; 3) caracterizar a interacao entre bradicinina (BK) e figado eluciando o local da acao do peptideo e o papel das cininases ECA (enzima conversora de angiotensina) e EC 3.4.24.15 na sua inativacao. Para tanto, figados normais e inflamados foram preservados em liquido University of Wisconsin e reperfundidos apos 8 ou 24 h. Aliquotas do reperfusato foram recolhidas para dosagens enzimaticas. BK, antagonista do receptor B2 (HOE-140), agonista do receptor B1 (des-R9-BK) e inibidores enzimaticos foram utilizados em perfusoes monovascular (entrada pela veia porta) e bivascular (entrada pela veia porta e arteria hepatica) de figado e em ensaios com celulas hepaticas isoladas. Verificamos que a liberacao da EC 3.4.24.15 no reperfusato de figados inflamados foi superior aos normais. Des-R9-BK nao produz resposta hipertensiva portal (RHP); BK infundida na arteria hepatica provocou RHP (calcio-dependente) e resposta hipertensiva arterial (RHA) (calcio-independente), esta quase abolida por naproxeno. Os produtos de hidrolise da BK infundida sao R1-F5 e R1-P7; estes fragmentos nao foram capazes de produzir RHP. ECA e EC 3.4.24.15 estao presentes no figado e concentram-se na regiao perivenular (imuno-histoquimica); BK tem distribuicao predominante no espaco extracelular e media de extracao hepatica de 8 por cento em condicoes estacionarias (diluicao de indicadores); o receptor B2 concentra-se na regiao periportal em celulas sinusoidais (imuno-histoquimica), resultado confirmado com Cytosensor microphysiometer onde BK (mas nao des-R9-BK) elicia mudancas na taxa de acidificacao basal de celulas estreladas e da fracao contendo celulas sinusoidais endoteliais/Kupffer, este efeito e inibido por HOE-140. Concluimos que a EC3.4.24.15 e indicador sensivel do estado inflamatorio de figados preservados mas nao indica disfuncao do orgao; a sequencia de eventos e acao hipertensiva da BK em celulas sinusoidais da regiao periportal e sua hidrolise pela ECA e nao pela EC 3.4.24.15; nao ha receptor B1 funcional no figado normal; BK induz RHA, via liberacao de eicosanoides, e RHP por mecanismo distinto. Nossos dados sugerem que BK pode participar da modulacao do tonus da microvasculatura sinusoidal, tanto na via portal como na arterial
Assunto Bradicinina
Fígado
Hipertensão Portal
Microcirculação
Circulação Hepática
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 93 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 93 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19685

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)