Acao hemodinamica e metabolismo da bradicinina no figado

Acao hemodinamica e metabolismo da bradicinina no figado

Título alternativo Hemodynamic action and metabolism of bradykinin on the liver
Autor Gioli-Pereira, Luciana Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Bradicinina (R1P2P3G4S6P7F8R9) infundida na veia porta provoca resposta hipertensiva via receptor B2 e, por outro lado, e eficientemente hidrolisada pelo figado. A EC 3.4.24.15 e a principal enzima inativadora de BK in vitro e e liberada de figados normais preservados ex vivo em liquido Braun Collins. Nossos objetivos foram: 1) estudar a liberacao da EC 3.4.24.15 no reperfusato de figados (normais e em fase aguda de inflamacao) preservados ex vivo; 2) localizar a EC 3.4.24.15 no figado; 3) caracterizar a interacao entre bradicinina (BK) e figado eluciando o local da acao do peptideo e o papel das cininases ECA (enzima conversora de angiotensina) e EC 3.4.24.15 na sua inativacao. Para tanto, figados normais e inflamados foram preservados em liquido University of Wisconsin e reperfundidos apos 8 ou 24 h. Aliquotas do reperfusato foram recolhidas para dosagens enzimaticas. BK, antagonista do receptor B2 (HOE-140), agonista do receptor B1 (des-R9-BK) e inibidores enzimaticos foram utilizados em perfusoes monovascular (entrada pela veia porta) e bivascular (entrada pela veia porta e arteria hepatica) de figado e em ensaios com celulas hepaticas isoladas. Verificamos que a liberacao da EC 3.4.24.15 no reperfusato de figados inflamados foi superior aos normais. Des-R9-BK nao produz resposta hipertensiva portal (RHP); BK infundida na arteria hepatica provocou RHP (calcio-dependente) e resposta hipertensiva arterial (RHA) (calcio-independente), esta quase abolida por naproxeno. Os produtos de hidrolise da BK infundida sao R1-F5 e R1-P7; estes fragmentos nao foram capazes de produzir RHP. ECA e EC 3.4.24.15 estao presentes no figado e concentram-se na regiao perivenular (imuno-histoquimica); BK tem distribuicao predominante no espaco extracelular e media de extracao hepatica de 8 por cento em condicoes estacionarias (diluicao de indicadores); o receptor B2 concentra-se na regiao periportal em celulas sinusoidais (imuno-histoquimica), resultado confirmado com Cytosensor microphysiometer onde BK (mas nao des-R9-BK) elicia mudancas na taxa de acidificacao basal de celulas estreladas e da fracao contendo celulas sinusoidais endoteliais/Kupffer, este efeito e inibido por HOE-140. Concluimos que a EC3.4.24.15 e indicador sensivel do estado inflamatorio de figados preservados mas nao indica disfuncao do orgao; a sequencia de eventos e acao hipertensiva da BK em celulas sinusoidais da regiao periportal e sua hidrolise pela ECA e nao pela EC 3.4.24.15; nao ha receptor B1 funcional no figado normal; BK induz RHA, via liberacao de eicosanoides, e RHP por mecanismo distinto. Nossos dados sugerem que BK pode participar da modulacao do tonus da microvasculatura sinusoidal, tanto na via portal como na arterial
Palavra-chave Bradicinina
Fígado
Hipertensão Portal
Microcirculação
Circulação Hepática
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 93 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 93 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19685

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta