Mapeamento, análises químicas e imunoquímicas do glicoesfingolipídeos em invertebrados

Mapeamento, análises químicas e imunoquímicas do glicoesfingolipídeos em invertebrados

Título alternativo Mapping, chemical and immunochemical analysis of the glycosphingolipids in invertebrates
Autor Nicodemos, Christiane Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Takahashi, Helio Kiyoshi Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Este estudo analisou o perfil cromatografico dos glicoesfingolipideos neutros e gangliosideos de 18 invertebrados. Glicoesfingohpideos (GSLs) totais foram purificados em colunas de DEAE-Sephadex e Florisil. Em todas as amostras de GSLs neutros observou-se monohexosil ceramida (CMH). Os GSLs foram quantificados apos fracionamento por cromatografia de alta resolucao em camada delgada (HPTLC) e coloracao com orcinol por densitometria 525 nm. As concentracoes totais de GSLs neutros variaram de 0,1 g de GSLs/g de tecido na renda a 93,50 g de GSLs/g de tecido no tenebrio. Estudos sobre a identificacao dos CIXIS foram realizados apos purificacao por HPTLC preparativa. As bandas de CI~IS puras foram submetidas a hidrolise acida total com acido trifluoroacetico e o acucar encontrado em quase todos os CXIHs dos invertebrados foi a glucose. Residuos de manose foram observados nos CNIFIs da bolacha-do-mar, grilo, abelha e besouro, e fucose somente no CXZI-IP1 do pepino-do-mar. Por hidrolise acida total, para a identificacao dos acucares dos diferentes CDHs, detectou-se a presenca de residuos de glucose, galactose e manose. A partir dos fitos Echinodermata e Xfollusca foram detectados, em concentracoes relevantes, GSLs neutros com cadeias mais longas como CDH, CTH e globosideo, sugerindo que animais filogeneticamente superiores a Platyhelminthes expressam uma maior diversidade de glicosiltransferases. Entre 18 invertebrados estudados, somente quatro animais apresentaram gangliosideos com concentracoes totais que variam de 1,26 g de GSLs/g de tecido no pepino-do-mar a 9,60g de GSLs/g de tecido na bolacha-do-mar. A presenca de CMHs contendo acidos graxos 2-hidroxilados foi analisada por imunocoloracao de placas de HPTLC utilizando o mAb MEST-2. CMHs reativos com o mAb MEST-2 foram detectados em: esponja, anemona-do-mar, pepino-do-mar e marisco. Os CMHs foram tambem analisados por radioimunoensaio de fase solida quanto a reatividade com mAb MEST-2. Os diferentes CMHs apresentaram reatividade simililares as obtidas por imunocoloracao de placas de HPTLCa(au)
Palavra-chave Glicoesfingolipídeos
Gangliosídeos
Invertebrados
Evolução biológica
Glucosilceramidas
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 78 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 78 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19681

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta