Avaliacao dos residentes e especializando em radiologia no Brasil por meio da prova nacional dos residentes e especializandos em radiologia e diagnostico por imagem de 1999 a 2001

Avaliacao dos residentes e especializando em radiologia no Brasil por meio da prova nacional dos residentes e especializandos em radiologia e diagnostico por imagem de 1999 a 2001

Título alternativo Evaluation of the reidents and trainees in radiology in Brazil by the national examination in radiology and diagnostic imaging from 1999 to 2001
Autor Moreira, Fernando Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: interpretar o desempenho dos residentes e especializandos em Radiologia, por meio da prova nacional dos residentes e especializandos em Radiologia e Diagnostico por Imagem, durante os tres primeiros anos de sua aplicacao (1999 a 2001), nas diversas subespecialidades. Metodos: analisou-se 386 provas em 1999, 715 em 2000 e 731 em 2001, totalizando 1.832 provas. Foram tres aplicacoes anuais, que permitiram a inscricao dos residentes e especializandos em Radiologia e Diagnostico por Imagem do Brasil, com avaliacao de cada ano, isoladamente, constando de testes de multipla escolha. As provas foram divididas em nove subespecialidades (neurologia, torax, digestivo, fisica, pediatria, urinario, musculoesqueletico, mamografia e ginecologia e obstetricia, com interpretacao de imagens), cada uma delas avaliada, separadamente. As questoes de interpretacao de imagens foram digitalizadas, com maior numero de questoes na segunda e terceira provas. As provas foram aplicadas em 12 centros distribuidos no territorio nacional. As subespecialidades foram comparadas nos diversos niveis (residentes e especializandos de 1°, 2° e 3° anos) pelo teste nao-parametrico de Kruskal-Wallis. Resultados: na prova de 1999, nao foi observada diferenca significativa entre residentes e especializandos na maioria das areas, entretanto, deve ser considerado que o numero de especializandos inscritos foi 2 a 3 vezes menor do que o numero de residentes. Em 2000 e 2001, em geral, observou-se uma diferenca significativa entre o residente e especializando. Conclusao: existe uma diferenca estatisticamente significante entre o aproveitamento dos residentes em relacao ao dos especializandos na maior parte das subespecialidades, em 2000 e 2001, demonstrando que o residente recebe melhor formacao global, permitindo obtencao de maiores medias nas notas das provas. A area de fisica manteve baixa evolucao durante os tres anos. Na area de ginecologia e obstetricia, durante os tres anos, o aproveitamento dos residentes em relacao ao dos especializandos nao foi muito evidente. A tendencia observada em cada prova, individualmente, se manteve inalterada durante sua aplicacao, notadamente, em 2000 e 2001. Os resultados indicam a necessidade de se revisar os estagios de Radiologia no pais
Palavra-chave Radiologia
Diagnóstico por Imagem
Internato e Residência
Teste de Admissão Acadêmica
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 62} p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 62} p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19679

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta