Correlacao da resistencia arterial com perfil lipidico, homocisteina, lipoproteina(a) e proteina C reativa em mulheres na pos-menopausa submetidas a reposicao hormonal

Correlacao da resistencia arterial com perfil lipidico, homocisteina, lipoproteina(a) e proteina C reativa em mulheres na pos-menopausa submetidas a reposicao hormonal

Título alternativo The present study was evaluate correlation between carotid resistence and lipid profile, homocysteine, lipoprotein(a), and C-reactive protein, in postmenopausal women on estrogen and estrogen-progestin therapy
Autor Machado, Rogerio Bonassi Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O presente estudo teve como objetivo avaliar a correlacao da resistencia arterial carotidea e perfil lipidico, homocisteina (HCI), lipoproteina (a) [Lp(a)] e proteina C reativa (PCR), em mulheres apos a menopausa submetidas a terapeutica de reposicao estrogenica e estroprogestativa. Avaliamos 87 mulheres pos-menopausicas com media etaria de 52 anos, em estudo prospectivo com seis meses de duracao. As pacientes foram divididas aleatoriamente em tres grupos e submetidas, em modelo duplo-cego, a tratamentos, por via oral, com placebo (26 pacientes), com estradiol micronizado 2mg/dia (30 pacientes) e com estradiol micronizado, na mesma dose, associado a lmg/dia de norestisterona (31 pacientes). Realizamos antes e ao final do estudo as dosagens dos lipideos plasmaticos, aferindo-se os indices de Castelli I e II, da HCI, Lp (a), PCR e dopplerfluxometria da arteria carotida comum para afericao do indice de pulsatilidade (IP). As diferencas percentuais entre os valores inicial e final de cada parametro foram utilizadas para o calculo das correlacoes entre o IP e os marcadores plasmaticos de risco cardiovascular. Concluimos, ao final, que houve correlacao positiva e significativa do IP com o indice de Castelli II durante o uso da associacao estro-progestativa; o uso do 170-estradiol isoladamente propiciou correlacao positiva e tambem significativa do IP com as concentracoes da Lp(a). Nao foram observadas correlacoes significantes entre o IP e a HCI e entre o IP e a PCR
Palavra-chave Menopausa
Terapia de Reposição de Estrogênios
Resistência Vascular
Doenças Vasculares
Fatores de Risco
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 109 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 109 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19673

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta