Efeito da reposição hormonal sobre alguns marcadores de risco cardiovascular (lipoproteína(a), homocisteína e proteína C reativa) em mulheres na pós-menopausa

Efeito da reposição hormonal sobre alguns marcadores de risco cardiovascular (lipoproteína(a), homocisteína e proteína C reativa) em mulheres na pós-menopausa

Título alternativo Hormone replacement's effects over some cardiovascular markers(lipoprotein a, homocystein and reactive C protein) in post menopausal women
Autor Lakryc, Eli Marcelo Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Baracat, Edmund Chada Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Realizou-se ensaio clinico longitudinal, prospectivo, duplo-cego e aleatorio com o objetivo de avaliar os efeitos da terapia estrogenica ou estroprogestativa sobre marcadores de risco cardiovascular. Os marcadores avaliados foram a lipoproteina(a), a homocisteina e a proteina C reativa. 0 estudo incluiu 99 pacientes pos-menopausicas atendidas no ambulatorio de Ginecologia da Faculdade de Medicina de Jundiai, no periodo de 2 de dezembro de 2000 a 31 de janeiro de 2002. Essas pacientes, com media etaria de 52 anos, foram divididas aleatoriamente em tres grupos. 0 primeiro utilizou estrogenioterapia isolada por seis meses. 0 segundo recebeu terapia estroprogestativa pelo mesmo periodo de tempo. 0 terceiro, que serviu de controle, utilizou medicacao sem principio ativo. Todas as pacientes, que obedeciam os criterios de inclusao e exclusao, foram submetidas a exames fisico geral e ginecologico antes do inicio e apos o termino do estudo. A cada dois meses, as pacientes foram avaliadas em relacao a possiveis efeitos colaterais e a aderencia ao tratamento, alem de receberem medicacao suficiente para o prosseguimento no estudo. Realizaram-se, tambem, antes do inicio e apos seis meses de tratamento, dosagens sericas da lipoproteina(a), da homocisteina e da proteina C reativa. A avaliacao estatistica foi baseada em metodos nao parametricos (Kruskal-Wallis, Dunn e Wilcox) ja que as variaveis estudadas nao apresentaram distribuicao normal e tambem pelo tamanho da amostra ser relativamente pequeno. Conclusao: Apos seis meses de tratamento ocorreu diminuicao significativa nos niveis de lipoproteina(a) e de homocisteina, e aumento, tambem significativo, nos niveis de proteina C reativa nas pacientes que utilizaram terapia estrogenica. Em relacao as pacientes que utilizaram terapia estroprogestativa, apos seis meses de tratamento, ocorreu discreto aumento dos niveis de lipoproteina(a), diminuicao significante dos niveis de homocisteina e aumento significante dos niveis de proteina C reativa
Palavra-chave Terapia de reposição hormonal
Lipoproteína(a)
Homocisteína
Reação em cadeia da polimerase
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 60 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 60 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19601

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta