Estudo da variabilidade na realizacao do teste da caminhada (TC) e do shuttle walking test(SWT) nos centros de reabilitacao pulmonar da America Latina e peninsula Iberica

Estudo da variabilidade na realizacao do teste da caminhada (TC) e do shuttle walking test(SWT) nos centros de reabilitacao pulmonar da America Latina e peninsula Iberica

Título alternativo Study of the variability in performance of walking test and suttle waking test in pulmonary rehabilitation centers of Latin America an Iberian peninsula
Autor Carvalho, Marcia Regina Tramontini Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Apesar da ampla utilizacao dos testes da caminhada (TC), nao ha uniformidade na sua realizacao em relacao ao intervalo de tempo, numero de testes, o tipo de estimulo oferecido, suplementacao de oxigenio e os locais para sua realizacao (corredor, pista e esteira), o que pode influenciar os resultados e impossibilitar a reproducao dos trabalhos e a comparacao entre os dados publicados na literatura. Objetivos: Determinar a frequencia da inclusao do TC e do shuftle walking test (SWT), como medida de avaliacao da capacidade fisica, nos programas de reabilitacao pulmonar na America Latina e Peninsula Iberica; identificar a presenca e natureza das variacoes na sua realizacao; conhecer os fatores relacionados a sua execucao; e contribuir com subsidios para sua futura uniformizacao. Material e metodo: Questionarios sobre as condutas na realizacao do TC e do SWT foram enviados aos Centros de Reabilitacao Pulmonar (CRP) da America Latina, Portugal e Espanha. Resultados: Dos 30 CRP brasileiros que responderam os questionarios, 2 (6,7 por cento) nao realizam o TC e nenhum realiza o SWT. Os 28 (100 por cento) CRP brasileiros realizam o TC com duracao de seis minutos (TC6'). Dos 19 CRP estrangeiros que responderam os questionarios, todos (100 por cento) realizam o TC com duracao de seis minutos; somente 2 (10,5 por cento) realizam o SWT. Em 15 (53,6 por cento) CRP brasileiros a distancia percorrida e baseada na maior distancia de 2 testes. Na maioria dos CRP brasileiros e estrangeiros, o teste e realizado em um corredor. O aumento na distancia percorrida, em metros, e utilizado como parametro de melhora em 12 (42,9 por cento) dos CRP nacionais e 9 (52,9 por cento) dos CRP estrangeiros; outros 12 (42,9 por cento) CRP brasileiros e 3 (17,6 por cento) CRP estrangeiros utilizam o aumento em porcentagem. Conclusao: O TC de seis minutos (TC6') e amplamente utilizado para avaliacao da capacidade funcional nos CRP da America Latina e Peninsula Iberica, entretanto, existe uma grande variabilidade na sua execucao. O SWT e pouco utilizado, como forma de avaliacao da capacidade funcional
Palavra-chave Caminhada
Avaliação
Reabilitação
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 99 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 99 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19589

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta