Eventos estressores da vida diaria e percepcao de qualidade de vida

Eventos estressores da vida diaria e percepcao de qualidade de vida

Título alternativo Stressing life events and quality of life: impacts and results in the use of medical assistance of 4 day cares centers in São Paulo city
Autor Batista, Daniele Barrionuevo Kallas Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Estudar a associacao entre as variaveis: percepcao de qualidade de vida e eventos da vida diaria com a utilizacao do sistema de Saúde em 86 colaboradores de quatro creches da regiao metropolitana de São Paulo. Metodos: O estudo e do tipo descritivo transversal X51,52). Criterios de inclusao: colaboradoras que estavam na empresa ha mais de 12 meses do sexo feminino. A amostra final foi composta representou 86 por cento (n=74) das colaboradoras. Procedimentos: Levantou-se os dados de utilizacao do sistema de Saúde das colaboradoras junto a empresa seguradora e foram aplicados dois questionarios para a avaliacao de eventos da vida diaria e qualidade de vida. No questionario de qualidade de vida foram incluidos dados socioeconomicos (idade, escolaridade, estado civil, salario e ocupacao). Para a avaliacao dos eventos da vida diaria foi utilizada a Escala de Holmes-Rahe. A percepcao das colaboradoras foi registrada atraves do questionario de Qualidade de Vida da Organizacao Mundial de Saúde na sua forma breve (W HOQOL_ bref). A correlacao entre os escores dos questionarios em cada dominio com a utilizacao do sistema de Saúde privado foi analisada por meio de correlacao de Spearman (rs). Resultados: Observou-se que 71,62 por cento das colaboradoras percebem sua Saúde como boa ou muito boa, 62 por cento esta satisfeita em relacao a sua Saúde e 58 por cento referem sua qualidade de vida como boa. Na escala de Holmes-Rahe, 68,92 por cento apresentam escore inferior a 151 pontos indicando baixa probabilidade de adoecer nos proximos meses. Os resultados obtidos foram: dominio fisico = 15,97 (1,9), dominio psicologico = 14,72 (2,5), dominio de meio ambiente = 13,14 (2,1), e relacoes pessoais = 15,8 (3,1). A media de utilizacao do sistema de Saúde foi de 8,04 vezes/ano. Na correlacao de Spearman aplicada entre as variaveis: dominio psicologico e utilizacao da assistencia medica obtivemos o resultado de rs = -0,272 (p=0,019). Conclusoes: A qualidade de vida (WHOQOL_ bref) sugere que pessoas do genero feminino que trabalham em creches e que apresentam percepcoes desfavoraveis no dominio psicologico, tendem a utilizar mais frequentemente o sistema medico disponivel para funcionarios do que as que apresentam niveis mais elevados
Palavra-chave Qualidade de Vida
Estresse Fisiológico
Creches
Serviços de Saúde do Trabalhador
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 76 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 76 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19588

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta