Avaliacao de fatores prognosticos da insufiCiência cardica em pacientes encaminhados para indicacao de transplante cardiaco

Avaliacao de fatores prognosticos da insufiCiência cardica em pacientes encaminhados para indicacao de transplante cardiaco

Título alternativo Herat failure prognostic factors evaluation in patients submetted for cardiac transplantation screening
Autor Areosa, Cleopatra Medina Noronha Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar a sobrevida dos pacientes com insufiCiência cardiaca que foram encaminhados para avaliacao quanto a indicacao de transplante cardiaco, identificar fatores de pior prognostico e tentar estabelecer um escore de risco a fim de identificar pacientes com maior probabilidade de obito. Metodos: Foram analisadas variaveis clinicas, laboratoriais, dados de eletrocardiograma, Holter, ecocardiograma e ventriculografia radioisotopica de 330 pacientes que foram encaminhados para transplante cardiaco. Resultados: A sobrevida dos pacientes no primeiro ano foi de 84,5 por cento, no segundo de 74,3 por cento, no terceiro de 68,9 por cento e no quinto de 60,5 por cento. As variaveis prognosticas selecionadas na analise univariada foram: idade, etiologia chagasica , classes funcionais III e IV, ortopneia, pressao arterial sistolica, pressao arterial media, pressao de pulso, ureia plasmatica, sodio plasmatico, glicemia, albumina, bilirrubina, hemoglobina e frequencia cardiaca media. As variaveis prognosticas na analise multivariada foram: fracao de ejecao, ureia, e hemoglobina. O escore de risco: RR = exp[(-0,0942401 x fracao de ejecao) + (0,0105207 x ureia) + (-0,2974991 x hemoglobina) + (-0,0132898 x idade) + (0,0099115 x glicemia)] discriminou populacao com maior probabilidade de morte. Conclusoes: A sobrevida dos pacientes foi boa, apesar de se tratar de uma amostra de pacientes com insufiCiência cardiaca grave, sugerindo que eles podem ser mantidos em tratamento clinico otimizado ate que apresentem deterioracao clinica persistente, e que nao devemos utilizar a fracao de ejecao, diametros ventriculares e a classe funcional de forma isolada para indicacao de transplante cardiaco. O escore de risco pode auxiliar na discriminacao da populacao de pior prognostico
Palavra-chave Insuficiência Cardíaca
Transplante de Coração
Prognóstico
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 115 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 115 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19586

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta