Incidência de lúpus eritematoso sistêmico em Natal, RN - Brasil

Incidência de lúpus eritematoso sistêmico em Natal, RN - Brasil

Título alternativo Incidence of systemic lupus erythematosus in Natal, RN, Brazil
Autor Vilar, Maria José Pereira Google Scholar
Rodrigues, Juliana Martins Google Scholar
Sato, Emilia Inoue Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Medicina Clínica
UFRN Hospital Universitário Onofre Lopes
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To study the incidence of Systemic Lupus Erythematosus (SLE) in the city of Natal, Brazil. METHODS: Only patients living in the city of Natal, older than 15 years old, who fulfilled at least 4 of ACR criteria between January 1st, 2000 and December 31st, 2000, were included. Four sources were used to identify new cases of SLE: 1) the University Hospital; 2) health units and hospitals of the public health network; 3) specialists at private hospitals and outpatient clinics; 4) three laboratories performing antinuclear antibody (ANA) determination. Physicians were contacted by mail, receiving explanations about the study and directions on how to collaborate. Brazilian population census data (2000) was used to calculate incidence rate. The Standardized Mortality Ratio (SMR) was used to compare the incidence rates. The 95% confidence intervals (95% CI) were calculated and a P value < 0.05 was considered statistically significant. RESULTS: Forty three patients were diagnosed as SLE new cases in 2000. The calculated incidence was 8.7/100 000/year (95% CI 6.3-11.7). Thirty eight patients were female 14.1/100.000/year (95% CI 10.0-19.3) and 5 were male 2.2/100.000/year (95% CI 0.7-5.2). The mean age of SLE new cases was 31.8 years old (95% CI 27.8-35.8). The mean age for women was 31.4 years old and for men it was 35.0 years old. The median of disease duration (time between onset of the first ACR criterion for SLE and diagnosis) was 10 months (1-72 months). CONCLUSIONS: The incidence of SLE in Natal is apparently higher than those reported in other regions of the world. The observed differences may be due to ethnical and/or environmental factors.

OBJETIVO: estudar a incidência de lúpus eritematoso sistêmico (LES) na cidade de Natal, RN, Brasil. MÉTODOS: foram incluídos somente pacientes residentes em Natal, RN, com idade > 15 anos, com pelo menos, quatro critérios do ACR, entre 1/1/ 2000 e 31/12/2000, excluindo lúpus droga-induzido. Foram utilizadas quatro fontes para identificação de pacientes: 1) hospital universitário; 2) postos de saúde de hospitais da rede pública; 3) especialistas (reumatologistas, dermatologistas, nefrologistas e hematologistas) em clínicas e hospitais privados e 4) resultados positivos de FAN (> 1:80) de três principais laboratórios da cidade. Médicos foram informados, por cartas, dos procedimentos para notificação. Dados do Censo 2000 foram utilizados para o cálculo das taxas de incidência. Standardized Mortality Ratio (SMR) foi aplicado para comparação das taxas de incidência. O valor de p < 0,05 foi considerado significativo. RESULTADOS: foram identificados 43 novos casos de LES, com uma incidência calculada de 8,7 por 100.000/ano (95% IC 6,3-11,7/100.000). Trinta e oito mulheres 14,1:100.000/ano (95% IC 10,0-19,3) e 5 homens 2,2 por 100.000/ano (95% IC 0,7-5,2). A média de idade dos pacientes foi de 31,8 anos (95% IC 27,8-35,8), sendo de 31,4 anos (95% CI 27,2-34,7) nas mulheres e de 35 anos (95% CI 27,8-52,2) nos homens. A mediana de duração da doença (tempo entre a primeira manifestação clínica de LES e o diagnóstico ) foi de 10 meses (1 a 72 meses). CONCLUSÕES: a incidência de LES em Natal, RN, parece ser maior que a relatada em outras regiões do mundo. Fatores étnicos e ambientais, como maior exposição à radiação ultravioleta, parecem contribuir para essas diferenças observadas.
Palavra-chave systemic lupus erythematosus
incidence
Brazil
epidemiology
lúpus eritematoso sistêmico
incidência
Brasil
epidemiologia
Idioma Português
Data de publicação 2003-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Reumatologia. Sociedade Brasileira de Reumatologia, v. 43, n. 6, p. 343-346, 2003.
ISSN 0482-5004 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Reumatologia
Extensão 343-346
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0482-50042003000600005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0482-50042003000600005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1951

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0482-50042003000600005.pdf
Tamanho: 135.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta