Importance of CD8 T cell-mediated immune response during intracellular parasitic infections and its implications for the development of effective vaccines

Importance of CD8 T cell-mediated immune response during intracellular parasitic infections and its implications for the development of effective vaccines

Autor Rodrigues, Mauricio Martins Autor UNIFESP Google Scholar
Boscardin, Silvia Beatriz Autor UNIFESP Google Scholar
Vasconcelos, Jose Ronnie Carvalho de Autor UNIFESP Google Scholar
Hiyane, Meire Ioshie Autor UNIFESP Google Scholar
Salay, Gerson Autor UNIFESP Google Scholar
Soares, Irene S. Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo Obligatory intracellular parasites such as Plasmodium sp, Trypanosoma cruzi, Toxoplasma gondii and Leishmania sp are responsible for the infection of hundreds of millions of individuals every year. These parasites can deliver antigens to the host cell cytoplasm that are presented through MHC class I molecules to protective CD8 T cells. The in vivo priming conditions of specific CD8 T cells during natural infection are largely unknown and remain as an area that has been poorly explored. The antiparasitic mechanisms mediated by CD8 T cells include both interferon-g-dependent and -independent pathways. The fact that CD8 T cells are potent inhibitors of parasitic development prompted many investigators to explore whether induction of these T cells can be a feasible strategy for the development of effective subunit vaccines against these parasitic diseases. Studies performed on experimental models supported the hypothesis that CD8 T cells induced by recombinant viral vectors or DNA vaccines could serve as the basis for human vaccination. Regimens of immunization consisting of two different vectors (heterologous prime-boost) are much more efficient in terms of expansion of protective CD8 T lymphocytes than immunization with a single vector. The results obtained using experimental models have led to clinical vaccination trials that are currently underway.

Parasitas intracelulares obrigatórios como Plasmodium sp, Trypanosoma cruzi, Toxoplasma gondii e Leishmania sp são responsáveis pela infecção de milhões de indivíduos a cada ano. Estes parasitas são capazes de liberar antígenos no citoplasma de células infectadas do hospedeiro que são apresentados por moléculas de MHC classe I para células T CD8 protetoras. As condições de estímulo in vivo destas células T CD8 específicas durante a infecção natural são pouco conhecidas e constituem uma área pouco explorada. Os mecanismos anti-parasitários mediados por células T CD8 incluem vias dependentes e independentes do interferon-g. O fato que células T CD8 são potentes inibidores do desenvolvimento parasitário levou diversos investigadores a explorarem se a indução destes linfócitos T poderia constituir uma estratégia factível para o desenvolvimento de vacinas efetivas contra estas doenças parasitárias. Estudos feitos em modelos experimentais suportam a hipótese que células T CD8 induzidas por vetores recombinantes virais ou vacinas de DNA podem servir de base para a vacinação humana. Regimes de imunização consistindo de dois vetores distintos (prime-boost heterólogo) são muito mais eficientes em termos da expansão de linfócitos T CD8 protetores do que a imunização com um único vetor. Os resultados obtidos usando modelos experimentais levaram a vacinações clínicas que estão atualmente em curso.
Palavra-chave CD8
parasites
immunity
vaccine
CD8
parasitas
imunidade
vacinas
Idioma Inglês
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2003-12-01
Publicado em Anais da Academia Brasileira de Ciências. Academia Brasileira de Ciências, v. 75, n. 4, p. 443-468, 2003.
ISSN 0001-3765 (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Ciências
Extensão 443-468
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652003000400005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0001-37652003000400005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1942

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0001-37652003000400005.pdf
Tamanho: 219.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta