Infarto cerebral em duas crianças infectadas pelo HIV-1

Infarto cerebral em duas crianças infectadas pelo HIV-1

Título alternativo Ischaemic stroke in two children with HIV-1
Autor Rocha, Cristiane Autor UNIFESP Google Scholar
Gouvêa, Aida de Fátima Thomé Barbosa Autor UNIFESP Google Scholar
Machado, Daisy Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Hörnke, Lorena Autor UNIFESP Google Scholar
Succi, Regina Célia de Menezes Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Hospital Santa Marcelina
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Cerebral ischaemia caused by inflammatory vasculopathies has been described as a complication of human immunodeficiency virus (HIV) infection. The goal of our study is to report two cases of pediatric human immunodeficiency virus infection and cerebrovascular manifestations. We describe two pre-school boys, from a group of 204 outpatients, who presented fever, seizures, hemiparesis and impairment of conscience level as a first symptom of HIV-1 infection. The serial imaging studies revealed infarction of middle cerebral artery in both cases. The first one child had a severe spastic tetraparesis and partial epilepsy and died four years later without any improvement despite of the antiretroviral therapy. The second patient had a right hemiparesis and global aphasia totally recovered two years later with antiretroviral and rehabilitation therapies. HIV infection should be included in differential diagnosis of children who present with seizures, mental status change or focal neurological deficits and seizures.

Os quadros vasculares são incomuns não somente nos pacientes adultos (1%) como também nas crianças. Nosso objetivo é alertar para a possibilidade da infecção pelo HIV-1 em crianças com manifestações cerebrovasculares. Das 204 crianças infectadas pelo HIV acompanhadas no Ambulatório de SIDA, descrevemos dois pacientes pré-escolares do gênero masculino, com quadro agudo febril, rebaixamento do nível de consciência, status epilepticus e hemiparesia como primeira manifestação de infecção pelo HIV-1. Nos dois casos evidenciou-se extensa isquemia em território da artéria cerebral média. Um dos pacientes evoluiu com tetraparesia espástica grave, sem contactuar com o meio, epilepsia parcial e óbito 4 anos após o diagnóstico, sem melhora do quadro neurológico. O outro paciente apresentou hemiparesia direita e afasia global, evoluindo com regressão completa do quadro neurológico. A infreqüência desses achados torna importante o seu relato, visando a inclusão da infecção pelo HIV-1 no diagnóstico diferencial das quadros cerebrovasculares na criança.
Palavra-chave stroke
infance
HIV-1
isquemia
criança
HIV-1
imunodeficiência adquirida
Idioma Português
Data de publicação 2003-12-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 61, n. 4, p. 1015-1017, 2003.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 1015-1017
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2003000600024
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2003000600024 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1939

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2003000600024.pdf
Tamanho: 131.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta