Frequencia dos grupos sanguineos ABO, Rhesus, Kell, Kidd, Duffy e MMSs, em habitantes de uma area endemica de malaria no Amazonas

Frequencia dos grupos sanguineos ABO, Rhesus, Kell, Kidd, Duffy e MMSs, em habitantes de uma area endemica de malaria no Amazonas

Título alternativo Frequency of the following red blood group systems ABO, Rhesus, Kell, Kidd, Duffy and MNSs in inhabitants of Amazonas state, considering their antecedents of malaria and a possible relationship them and the infection by P. vivax and P. falciparum parasites
Autor Albuquerque, Sergio Roberto Lopes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo 1. Introdução. A malaria e a mais importante doenca parasitaria do mundo, sendo um problema de Saúde publica em mais de 90 paises, com uma prevalencia de 300 a 500 milhoes de casos clinicos por ano. No estado do Amazonas, Brasil, area de alto risco de malaria, ha relatos de habitantes expostos ao vetor, a respeito da susceptibilidade dos mesmos a esta doenca. Postulando-se assim a seguinte questao, por que alguns individuos de areas de alto risco com mesmo grau de exposicao nao se contaminam por malaria? Estudos sobre morfologia, biologia celular, molecular e imunologia entre outros temas a respeito da invasao eritrocitaria por parasitos de malaria, tem sido realizados, com a finalidade de elaborar uma possivel prevencao a esta doenca. 2. OBJETIVO Este estudo tem como objetivo levantar atraves de fenotipagem eritrocitaria, a frequencia fenotipica dos sistemas sanguineos ABO, Rhesus, Kell, Kidd, Duffy e MNSs em habitantes de uma area de alto risco de malaria, no estado do Amazonas, Brasil, considerando seus antecedentes para esta doenca e uma possivel relacao entre antigenos eritrocitarios e a infeccao por malaria vivax e falciparum. 3. CASUISTICA e METODOS Estudo de frequencia, observacional, retrospectivo, onde 280 habitantes do municipio de Presidente Figueiredo, Amazonas, Brasil, area de alto risco para malaria, que encontravamse dentro dos criterios de inclusao deste estudo, foram submetidos a um questionario para levantarmos seus antecedentes de malaria. Coletamos 10mL de sangue total com anticoagulante EDTA de cada individuos entrevistados. As fenotipagens foram realizadas pela tecnica de gel centrifugacao (DiaMed-Latino America S.A) no laboratorio de imunohematologia do hemocentro do amazonas(HEMOAM). O tratamento estat;istico dos resultados foi realizado atraves do sistema EPI INFO, 2000 com analise de qui quadrado e significancia, tanto na frequencia dos sistemas sanguineos estudados quanto a correlacao dos mesmos com antecedentes de malaria dos habitantes estudados. RESULTADOS. De 280 habitantes entrevistados, 235 (83,9%) participaram afirmaram ja ter tido mal;aria pelo menos 1 vez. Destes, 45(16,1%) relataram nunca ter tido malaria. Encontramos uma correlacao significante entre os sistemas de grupos sanguineos Duffy(p=0,0050) e MNSs(p=0,0296) e infeccao malaria. Agrupamos os fenotipos de individuos que, segundo os dados deste estudo, mais se infectaram por malaria, comoa(au)
Palavra-chave Antígenos de Grupos Sanguíneos
Malária
SISTEMA DE GRUPO SANGUINEO ABO
Sistema do Grupo Sanguíneo Rh-Hr
SISTEMA DE GRUPO SANGUINEO DE KELL
SISTEMA DE GRUPOSANGUINEO DE KIDD
SISTEMA DE GRUPO SANGUINEO MNS
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em Manaus: s.n: 2003. 76 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 76 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19385

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta