Interferência da coloração de esmaltes de unha e do tempo na oximetria de pulso em voluntários sadios

Interferência da coloração de esmaltes de unha e do tempo na oximetria de pulso em voluntários sadios

Título alternativo Interference of nail polish colors and time on pulse oximetry in healthy volunteers
Autor Miyake, Mara Harumi Autor UNIFESP Google Scholar
Diccini, Solange Autor UNIFESP Google Scholar
Bettencourt, Ana Rita de Cassia Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: Pulse oximetry is a noninvasive method to measure the saturation of peripheral oxyhaemoglobin (SpO2). It's usually used in emergency, intensive care and operating room units. Pulse oximeter readings have limited accuracy in the presence of methemoglobin, carboxyhemoglobin, anaemia, peripheral vasoconstriction, nail polish, fluorescent light, and motion. OBJECTIVES: To evaluate the interferences of the color of nail polishes and time on SpO2 in healthy individuals. METHODS: Sixty-one healthy female volunteers, ages ranging from 18 to 32 years. The nail polish colors used to evaluate SpO2 were: base coat on the little finger, light pink on the ring finger, sparkling light pink on the medium finger and red on the thumb. The index finger was used as control and thus, did not receive nail polish. The time for each color was evaluated every minute until 5 minutes were completed. RESULTS: When the SpO2 measurement was compared with the control, the base coat (p = 0.56), light pink (p = 0.56) and sparkling light pink (p = 0.37) colors didn't present statistically significant differences. Only the red presented a significant variation (p < 0,001), however it was within normal parameters. SpO2 didn't vary significantly with time. CONCLUSION: Despite the difference found with the red color, all the SpO2 values achieved were inside the normal range for a healthy individual. Pulse oximeter readings are not significantly affected by the color of nail polish in relation to time.

INTRODUÇÃO: A oximetria de pulso é um método não invasivo de mensuração da saturação periférica da oxiemoglobina (SpO2). É freqüentemente utilizado em unidades de emergência, de terapia intensiva e em centro cirúrgico. A leitura da oximetria de pulso tem acurácia limitada na presença de metaemoglobina, carboxiemoglobina, anemia, vasoconstrição periférica, esmalte de unha, luz fluorescente e movimentação. OBJETIVO: Avaliar a interferência da coloração de esmalte de unha e do tempo sobre a SpO2 em indivíduos sadios. MÉTODO: Participaram do estudo 61 voluntárias sadias, com idades entre 18 e 32 anos. Foi avaliada SpO2 nas seguintes colorações de esmaltes: base (dedo mínimo), rosa claro (dedo anular), rosa claro com cintilante (dedo médio) e vermelha (polegar). O indicador não recebeu esmalte. Foi analisado o tempo para cada coloração de esmalte, a cada minuto até completar cinco minutos. RESULTADOS: Quando comparadas as medidas da SpO2 com o controle, as colorações base (p = 0,56), rosa claro (p = 0,56) e rosa claro com cintilante (p = 0,37) não apresentaram diferença estatisticamente significante. A SpO2 apresentou variação significante na cor vermelha (p < 0,001), porém manteve-se dentro dos parâmetros de normalidade. Não houve variação significativa da SpO2 ao longo do tempo. CONCLUSÃO: Apesar da diferença encontrada com o uso de esmalte vermelho, todas as medidas da SpO2 obtidas encontraram-se dentro do intervalo de normalidade, para indivíduos normais. A análise de cada cor de esmalte de unha em relação ao tempo mostrou que não houve variação na leitura da SpO2 .
Palavra-chave Nail polish
Oxygen saturation
Pulse oximetry
Esmalte de unha
Saturação de oxigênio
Oximetria de pulso
Idioma Português
Data de publicação 2003-12-01
Publicado em Jornal de Pneumologia. Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, v. 29, n. 6, p. 386-390, 2003.
ISSN 0102-3586 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Extensão 386-390
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-35862003000600011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-35862003000600011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1928

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-35862003000600011.pdf
Tamanho: 34.29KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta