Intermittent diazepam and continuous phenobarbital to treat recurrence of febrile seizures: a systematic review with meta-analysis

Intermittent diazepam and continuous phenobarbital to treat recurrence of febrile seizures: a systematic review with meta-analysis

Título alternativo Diazepam intermitente e fenobarbital contínuo para tratamento da recorrência de convulsões febris: uma revisão sistemática com metanálise
Autor Masuko, Alice Hatsue Autor UNIFESP Google Scholar
Castro, Aldemar Araujo Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, Gustavo Rocha Autor UNIFESP Google Scholar
Atallah, Álvaro Nagib Autor UNIFESP Google Scholar
Prado, Lucila Bizari Fernandes do Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Luciane Bizari Coin de Autor UNIFESP Google Scholar
Prado, Gilmar Fernandes do Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Convulsions triggered by fever are the most common type of seizures in childhood, and 20% to 30% of them have recurrence. The prophylactic treatment is still controversial, so we performed a systematic review to find out the effectiveness of continuous phenobarbital and intermittent diazepam compared to placebo for febrile seizure recurrence. METHOD: Only randomized, double-blind, placebo-controlled trials were analyzed. The recurrence of febrile seizure was assessed for each drug. RESULTS: Ten eligible clinical trials were included. Febrile seizure recurrence was smaller in children treated with diazepam or phenobarbital than in placebo group. Prophylaxis with either phenobarbital or diazepam reduces recurrences of febrile seizures. The studies were clinical, methodological, and statistically heterogeneous. CONCLUSION: The effectiveness of phenobarbital and diazepam could not be demonstrated because clinical trials were heterogeneous, and the recommendation for treatment recurrence should rely upon the experience of the assistant physician yet.

As convulsões desencadeadas por febre são muito comuns na infância e 20% a 30% delas apresentam recorrência. O tratamento profilático, no entanto, ainda é controverso, motivo porque realizamos uma revisão sistemática para avaliar a eficácia do tratamento da recidiva de convulsão febril com diazepam e fenobarbital comparados a placebo. MÉTODO: Analisamos somente estudos randomizados, duplo-cegos, controlados, utilizando fenobarbital contínuo ou diazepam intermitente versus placebo. RESULTADOS: Dez ensaios clínicos foram incluídos. A recorrência de convulsão febril foi menor no grupo das crianças tratadas com diazepam ou fenobarbital em relação ao controle. Tanto diazepam quanto fenobarbital reduziram as recorrências da convulsão febril. Os estudos foram clínica, metodológica e estatisticamente heterogêneos. CONCLUSÃO: A eficácia do fenobarbital e diazepam não pôde ser demonstrada nesta metanálise por causa da heterogeneidade dos ensaios clínicos, e a recomendação para tratamento de recorrência deve basear-se na experiência clínica de cada médico.
Palavra-chave prophylactic treatment
febrile seizures
intermittent diazepam
continuous phenobarbital
tratamento profilático
convulsões febris
diazepam intermitente
fenobarbital contínuo
Idioma Inglês
Data de publicação 2003-12-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 61, n. 4, p. 897-901, 2003.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 897-901
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2003000600001
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000187063500001
SciELO S0004-282X2003000600001 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1923

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2003000600001.pdf
Tamanho: 69.56KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta