Variacoes estruturais de heparinas de baixo peso molecular(enoxaparinas) de diferentes fontes comerciais

Variacoes estruturais de heparinas de baixo peso molecular(enoxaparinas) de diferentes fontes comerciais

Título alternativo A comparative structural and pharmacological study between differents batches of enoxapartins(low molecular weight heparins) from Aventis Pharma and others of diffrent manufactures
Autor Mattos, Arnaldo Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Estudos da estrutura e farmacologia de enoxaparinas (heparinas de baixo peso molecular), de diversos lotes da Aventis Pharma e de outras procedencias foi realizado. Estes compostos sao comercializados no Brasil com o nome de Clexane (Aventis Pharmaceutica) e Cutenox (Instituto Biochimico Ltda). A enoxaparina e preparada da heparina por benzilacao dos acidos uronicos seguida de -eliminacao por tratamento alcalino, resultando na formacao de fragmentos insaturados nos terminais nao redutores. A enoxaparina e fracionada por filtracao molecular em HPLC em 5 a 10 fracoes com massas moleculares variando de 1,3 a 9,0 kDa diferindo entre si pelo numero de unidades dissacaridicas. Assim as fracoes identificaveis vao de um tetrassacarideo ate um octadecassacarideo, dependendo da enoxaparina analisada. Analise de 4 lotes diferentes da Aventis mostraram que o grau de insaturacao varia entre as quatro enoxaparinas, assim como a proporcao relativa das fracoes. Comparando qualquer um dos lotes da Aventis com a enoxaparina da Cutenox mostra que a ultima possui maior numero de fracoes e as mesmas apresentam maior resolucao entre si. Outras sete enoxaparinas de diferentes fabricantes foram tambem analisadas mostrando de novo que cada enoxaparina e diferente da outra em relacao ao grau de insaturacao, numero e proporcao relativa dos fragmentos. Variacoes tambem foram observadas em relacao a massa molecular media, analisado por eletroforese em gel de poliacrilamida. Ao contrario nenhuma diferenca significativa foi observada entre as enoxaparinas em relacao a susceptibilidade a heparinase e heparitinase II da Flavobacterium heparinum, indicando que o tratamento quimico manteve a estrutura original da heparina de partida, exceto pela presenca de insaturacao e menor peso molecular. Fracionamento dos diversos fragmentos e analise da relacao da absorcao a 200 nm(grupos carboxila), e 230 nm(insaturacao), mostrou que 80 a 100 por cento dos fragmentos sao insaturados. O fato de todas as enoxaparinas descritas ate agora serem originadas de heparinas de intestino suino, levou-nos a preparar pela metodologia corrente, enoxaparina de heparina de intestino bovino e de heparina de intestino suino para efeitos comparativos. Foi observado que essas ultimas enoxaparinas sao semelhantes as enoxaparinas da Aventis em relacao ao numero de fracoes, massa molecular e atividades farmacologicas sobre a inibicao dos fatores Xa e IIa. A atrividade antitrombotica oin vivoo das enoxaparinas foi medida pelo metodo da ligadura da veia cava em ratos. Foi mostrado que as enoxaparinas comerciais e as produzidas por nos sao potentes antitromboticos com atividade antitrombotica comparavel a das heparinas comerciais de diferentes origens
Palavra-chave Heparina
Enoxaparina
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 101 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 101 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18975

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta