Febre reumatica

Título alternativo Rheumatic fever: epidemiological, clinic and echocardiographic evaluation
Autor Caldas, Alvaro Manuel de Carvalho Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A febre reumatica ainda e uma doenca prevalente em nosso meio e a manifestacao cardiaca e a de maior preocupacao por poder se apresentar de forma assintomatica. O nosso objetivo foi: (1) avaliar retrospectivamente as caracteristicas clinicas e epidemiologicas de 193 pacientes com febre reumatica aguda (FRA); (2) avaliar prospectivamente os achados clinico-laboratoriais e ecocardiograficos de 56 pacientes com FRA; (3) avaliar as caracteristicas ecocardiograficas de 31 pacientes com FRA baseadas em analise qualitativa e semi-quantitativa e comparar com individuos controle. As seguintes avaliacoes nos dias 0, 90, 180, e dois e cinco anos foram realizadas para as etapas 2 e 3: avaliacoes clinica e cardiologicas cegas realizadas por reumatologista pediatrico e cardiologista, eletrocardiograma, radiografia de torax, ecodopplercardiograma colorido com mapeamento de fluxo em cores e avaliacao laboratorial (hemograma, antiestreptolisina O e provas de atividade inflamatoria). Foram analisadas variaveis qualitativas para valva mitral (aspecto da valva, presenca de falha de coaptacao, regurgitacao holossistolica, variancia, convergencia, e vena contracta) e valva aortica (aspecto da valva, regurgitacao holodiastolica e convergencia); bem como variaveis semi-quantitativa para a valva mitral (espessura, comprimento do jato, area do jato, vena contracta e velocidade maxima do jato) e valva aortica (espessura e altura do jato). (1) A FRA teve um predominio do sexo feminino (57, 5 por cento), com idade media no inicio do surto de nove anos e onze meses e com media do intervalo entre os primeiros sintomas e o diagnostico de 27 dias. As manifestacoes clinicas maiores do surto agudo de FR foram representadas pela artrite em 70,5 por cento dos pacientes, seguidas pela cardite em 50, 8 por cento e coreia em 35, 2 por cento dos pacientes. A artrite se manifestou de forma pauciarticular em 63, 3 por cento dos casos de FRA e poliarticular em 36, 7 por cento; com curso migratorio tipico em 72,8 por cento, e aditivo em 27,2 por cento; com o predominio do envolvimento articular de tornozelos e joelhos em 72, 8 por cento e 69, 9 por cento dos pacientes, respectivamente bem como do quadril em 13, 2 por cento, coluna cervical em 11 por cento e pequenas articulacoes em 8,4 por cento dos casos. Os parametros laboratoriais: hemoglobina, VHS e gamaglobulina, nao mostraram correlacao com a presenca de cardite ou artrite sem cardite como manifestacoes clinicas. (2) Entre os pacientes com cardite clinica, foi observada umaa(au)
Palavra-chave Febre Reumática
Miocardite
Ecocardiografia
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 118 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 118 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18899

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta