analise de custos do tratamento de alergia ocular

analise de custos do tratamento de alergia ocular

Título alternativo Costs analysis in therapy for ocular allergic
Autor Lima, Franciane Faria Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Analisar os principais custos envolvidos no tratamento de alergia ocular durante os primeiros doze meses de acompanhamento nos diferentes grupos de alergia. Material e Metodos: Os pacientes foram divididos de acordo com o tipo de alergia ocular e reavaliados de acordo com sexo e idade. Foi verificado o numero de retornos e o custo das medicacoes topicas utilizadas durante os primeiros doze meses de tratamento, pelo calculo do numero de gotas em 3 frascos, numero medio de gotas/ml e tempo medio propiciado por cada medicacao. Resultados: No grupo formado por 17 portadores de conjuntivite alergica sazonal, o numero medio de retornos foi 9,18; 29,41 por cento dos pacientes apresentaram crise e o custo medio do tratamento foi R$347,27. No grupo de 8 portadores de conjuntivite alergica perene, o numero medio de retornos durante o tratamento foi 8,38, somente 25 por cento apresentaram crise e o custo medio das medicacoes foi R$294,23. No grupo formado de 70 portadores de cerato-conjuntivite primaveril, o numero medio de retornos durante tratamento foi 12,14, 48,57 por cento apresentaram crise e o custo das drogas utilizadas foi R$383,22. No grupo constituido. de 21 portadores de cerato-conjuntivite atopica, o numero medio de retornos nos 12 primeiros meses foi 10, somente 19,05 por cento apresentaram crise e o custo medio de medicacoes foi R$408,09. O numero de gotas/ml nos frascos das seis medicacoes foi, em ordem decrescente: zaditen® 40,6; seguido pelo patanol® 32,7; emadine® 29,7; alomide® 24,5; livostin® 23,9 e cromolerg 4 por cento® 20,3. Quanto a durabilidade media da terapeutica por frasco, notou-se que um frasco de patanol® teria a duracao 40,9 dias; um de zaditen® 40,6; um de emadine® 37,2; um de livostin® 23,9; o alomide® 15,3 e um de cromolerg 4 por cento® apenas 12,7. Conclusoes: A cerato-conjuntivite primaveril e cerato-conjuntivite atopica, que cursam com quadros mais graves e de mais dificil controle, requerem gastos mais elevados com medicacao e com numero de retornos ao Oftalmologista
Palavra-chave Conjuntivite Alérgica/terapia
Custos e Análise de Custo
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 47 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 47 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18863

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta