Avaliacao do grupo de psicoeducacao para familiares de pacientes no primeiro epsodio psicotico

Avaliacao do grupo de psicoeducacao para familiares de pacientes no primeiro epsodio psicotico

Título alternativo Evaluation of psycho-educational group for relatives of patients in their first psychotic episode
Autor Cabral, Rita Regina Fabri Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: investigar o conhecimento sobre a doenca e as expectativas sobre o tratamento dos familiares de pacientes no primeiro episodio psicotico que iniciam atendimento no Programa Episodio Psicotico, e avaliar a opiniao dos participantes a respeito da intervencao familiar oferecida. Metodo: a primeira fase do estudo compreendeu o desenvolvimento da intervencao multi-familiar estruturada especificamente para familiares de pacientes no primeiro episodio psicotico na fase de inicio do tratamento. Apos um ano de execucao da intervencao, traduziu-se e adaptou-se para o portugues o questionario de Anderson et ai (1986). Apos testa-lo em um estudo piloto com dez familiares, o questionario foi adaptado para antes e apos a participacao em seis sessoes de grupo. Na segunda fase do estudo, cinquenta e sete pessoas responderam ao primeiro questionario e quarenta ao segundo. Resultados: antes da intervencao familiar, a maioria dos participantes tinha nenhum (escore 1) ou pouco (escore 2) conhecimento sobre a doenca e o tratamento e estavam interessados em saber como lidar com a situacao. Apos a intervencao familiar, obteve-se respostas satisfatorias (escore 3 e 4) nas questoes relacionadas a variavel ajuda. Nas questoes relacionadas a variavel aprendizagem sobre a doenca e o tratamento as respostas foram menos satisfatorias (30 por cento respondeu escore 2 e, 70 por cento respondeu escore 3 e 4). Na questao entendimento da doenca, pessoas com escolaridade menor tenderam a dar resposta insatisfatorias (escore 1 e 2). Conclusoes: no inicio do atendimento, os familiares tem pouco conhecimento sobre crise psicotica, sintomas psicoticos e tratamento. Estao interessados em saber como lidar com a situacao. Apos intervencao, o alto grau de satisfacao dos familiares nos aspectos relacionados a lidar melhor com o paciente e com o formato multi-familiar, apontou que oferecer apoio e acolhimento (componente inespecifico) os ajudou a lidar melhor com a situacao de crise. Para aumentar o grau de satisfacao dos participantes nos aspectos relacionados a aquisicao de conhecimento (componente especifico) ha necessidade de modificacoes (acrescentar material informativo, por exemplo) no modelo utilizado
Palavra-chave Transtornos Psicóticos
Terapia Familiar
Psicoterapia de Grupo
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 113 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 113 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18843

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta