Sensibilidade ao efeito estimulante do etanol

Sensibilidade ao efeito estimulante do etanol

Título alternativo Sensibilization to the stimulant effect of ethanol: pharmacological, neurochemical and hehavioral aspects associeted with individual variability
Autor Quadros, Isabel Marian Hartmann de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A sensibilizacao comportamental ao etanol (EtOH) e caracterizada pela potencializacao dos efeitos estimulantes desta droga apos repetidas administracoes. Este fenomeno parece estar associado a uma maior propensao ao abuso e dependencia do EtOH. Em camundongos tratados com EtOH, e possivel identificar individuos que desenvolvem e outros que sao resistentes a sensibilizacao. 0 presente estudo comparou alteracoes comportamentais e neuroquimicas associadas ao desenvolvimento de sensibilizacao, em camundongos sensibilizados e naosensibilizados ao efeito estimulante do EtOH. Apos 21 dias de tratamento com EtOH, camundongos foram classificados em sensibilizados e nao-sensibilizados de acordo com sua resposta locomotora a droga, e seus encefalos foram processados para experimentos de auto-radiografia quantitativa. Animais sensibilizados, nao-sensibilizados e um grupo controle (salina) foram comparados quanto a densidade de ligacao de receptores dos sistemas dopaminergico (D1, D4 e DAT), glutamatergico (NMDA e AMPA) e GABAergico (sitio GABAAbenzodiazepinico). Animais sensibilizados e nao-sensibilizados apresentaram diferencas nos niveis de densidade de ligacao de receptores NMDA e benzodiazepinicos em regioes do sistema mesolimbico e mesocortical. No entanto, nao foram observadas diferencas entre os grupos nos niveis de ligacao de AMPA, D1 e DAT. Os niveis de ligacao de receptores D4 estavam aumentados tanto em animais sensibilizados como nos nao-sensibilizados, quando comparados ao grupo salina (no caudado-putamen e tuberculo olfatorio). Experimentos separados verificaram que camundongos sensibilizados e nao-sensibilizados ao EtOH apresentaram diferentes niveis de responsividade locomotora a administracao de MK-801, um antagonista do receptor NMDA, e diazepam, agonista benzodiazepinico. Enquanto animais sensibilizados ao EtOH parecem ter apresentado sensibilizacao cruzada ao desafio com diazepam, o tratamento de camundongos com diazepam por 21 dias nao alterou a resposta locomotora dos animais a um desafio com EtOH. Outro estudo analisou a associacao entre o desempenho numa tarefa de condicionamento contextual e o desenvolvimento da sensibilizacao ao EtOH. Observou-se que camundongos sensibilizados apresentavam melhor desempenho na tarefa de condicionamento contextual de medo quando comparados aos animais nao-sensibilizados. Observou-se ainda que a expressao da sensibilizacao foi bloqueada quando os animais foram testados em um ambiente de teste nunca antes pareado com a administracao do EtOH. Os resultados do presente estudo sugerem a existencia de neuroadaptacoes, de relevancia comportamental, envolvendo receptores NMDA e benzodiazepinicos, que estariam seletivamente associadas ao desenvolvimento de sensibilizacao ao EtOH (ou a resistencia a sensibilizacao). Sugerem ainda que processos de memoria e aprendizagem tem papel importante na sensibilizacao, e podem estar associados a susceptibilidade individual para o desenvolvimento da sensibilizacao ao EtOH
Palavra-chave Plasticidade Neuronal/efeitos de drogas
Transtornos Induzidos por Álcool
Dopamina
Receptores de Glutamato
Receptores de GABA-A
Memória
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 166 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 166 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18824

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta