Abordagem molecular do reconhecimento de antígenos por linfócitos T

Abordagem molecular do reconhecimento de antígenos por linfócitos T

Título alternativo Molecular bording of recogniton the antigen for T lymphocites
Autor Iwai, Leo Kei Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Cunha Neto, Edecio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O estudo dos mecanismos de reconhecimento de epitopos por linfocitos T e fundamental para a manipulacao de processos imunologicos, tais como imunizacao protetora contra patogenos e a inducao de tolerancia em doencas auto-imunes. Neste trabalho almejamos identificar epitopos imunodominantes e caracterizar a interface MHC-peptideo-TCR em antigenos de duas doencas endemicas: a Paracoccidioidomicose e doenca de Chagas. Vacinas eficazes sao capazes de induzir uma resposta imune protetora em uma populacao geneticamente distinta. 0 primeiro modelo abordado neste trabalho foi o estudo de epitopos da glicoproteina gp43 de Paracoccidioides brasiliensis, agente causador de uma micose sistemica que atinge toda a America Latina: a Paracoccidioidomicose (PCM). Analisamos a resposta a gp43, capaz de conferir protecao contra o desafio letal em camundongos, em busca de epitopos imunodominantes em humanos. Para tal, utilizamos o algoritmo TEPITOPE para selecionar sequencias que poderiam se ligar a multiplas moleculas HLA-DR e testamos o reconhecimento por celulas T de pacientes tratados e curados de PCM. A real promiscuidade dos cinco peptideos previstos como os mais promiscuos selecionados da sequencia da gp43 foi avaliada por ensaios de ligacao a 9 diferentes moleculas HLA-DR prevalentes na populacao. Os peptideos tambem foram testados em ensaio de proliferacao primaria com PBMC de 29 pacientes PCM e 13 individuos normais. PBMC de 100 por cento dos pacientes reconheceram a gp43 e 72 por cento (21/29) reconheceram pelo menos um peptideo. 0 peptideo gp43(181-195) se ligou a 100 por cento das moleculas de HLA-DR em ensaio de ligacao e foi reconhecido por 48 por cento (14/29) dos pacientes testados, enquanto que os demais peptideos selecionados se ligaram a 22-78 por cento das moleculas HLA-DR testadas foram reconhecidos por 28-41 por cento dos pacientes. A combinacao desses peptideos em um pool aumentou a frequencia de reconhecimento para 75 por cento. Observamos correlacao positiva entre a promiscuidade na previsao pelo TEPITOPE, frequencia de ligacao e o reconhecimento. 0 mimetismo molecular entre o T. cruzi e antigenos do coracao e um dos mecanismos patogenicos hipotetizados para a cardiopatia chagasica cronica, que ocorre em 30 por cento dos cerca de 10 milhoes de individuos infectados pelo parasita em toda a America Latinaa(au)
Palavra-chave Autoimunidade
Peptídeos
Receptores de antígenos da célula T
Cardiomiopatia chagásica
Paracoccidioidomicose
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 163 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 163 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18806

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta