Fibromialgia

Título alternativo Fibromyalgia: the perception of the syndrome by women, an qualitative approach
Autor Kuahara, Marcia Veloso Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução. Fibromialgia (FM) e uma sindrome dolorosa cronica nao inflamatoria que a despeito da alta frequencia e do grande numero de trabalhos realizados permanece controversa. OBJETIVOS. O principal objetivo deste estudo foi investigar a percepcao da doenca em pacientes do sexo feminino. Os objetivos secundarios foram estudar a historia de vida dessas mulheres, examinar a trajetoria das pacientes durante a sua doenca, como lidam e convivem com a nova situacao, investigar como as mulheres percebem as causas e examinar se a percepcao da FM e influenciada pelo estado economico. MATERIAL E METODO. A investigacao foi realizada utilizando o metodo qualitativo. Foram investigadas 25 mulheres que preencheram criterios para classificacao para a FM (ACR-1990). As pacientes foram selecionadas intencionalmente. A estrategia de amostragem foi do tipo variacao maxima de doenca, e o tamanho da amostra foi organizado a partir do principio da saturacao. Entrevistas abertas foram realizadas obedecendo a um protocolo semi-estruturado. Onze mulheres pertenciam a classe economica alta e 14 mulheres a classe baixa. As entrevistas transcritas foram analisadas usando o Grounded Theory. Os conceitos foram agrupados em categorias e subcategorias. RESULTADOS. Cinco categorias emergiram da analise. A) Percepcao da doenca com as subcategorias Dor, Fatores precipitantes e Legitimidade das queixas. B) Trajetoria com Peregrinacao, Procurando informacao e Papel do medico. C)Modos de Enfretamento e Adaptacao com Perdas, Ganhos, Estrategias de adaptacao e Expectativas. D) Relacao e Fibromialgia e Doenca Mental com Antecedentes psiquiatricos e Tracos de personalidade. E) Percepcao das Causas com Historia de vida e Abstracao-simbolizacao das causas. CONCLUSAO. Concluimos que as mulheres percebem a sua doenca principalmente como dor. A dor e incapacitante e responsavel por afastamentos do trabalho, por alteracoes na rotina familiar e isolamento social. As mulheres foram marginalizadas e questionadas e sentiram alivio apos procurar varios medicos. Elas desenvolveram estrategias de adaptacao a partir de suas proprias experiencias no ambito fisico e psicologico, se beneficiaram com o tratamento e apresentaram expectativas otimistas quanto a evolucao da FM. As pacientes mostram tracos de personalidade e traumas psicologicos e fisicos na infancia sendo a mae responsabilizada por isso. A causa da FM foi percebida como decorrente do estresse emocional na vida, ocorrendo uma integracao mente corpo e uma elaboracao psiquica da causa. As mulheres perceberam a FM de maneira semelhante, independente da classe social
Assunto Fibromialgia
Percepção
Acontecimentos que Mudam a Vida
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 167 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 167 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18741

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)