Pseudolesões hepáticas na ressonância magnética: ensaio iconográfico

Pseudolesões hepáticas na ressonância magnética: ensaio iconográfico

Título alternativo Magnetic resonance imaging of hepatic pseudolesions: a pictorial essay
Autor Meirelles, Gustavo de Souza Portes Autor UNIFESP Google Scholar
Tiferes, Dario Ariel Autor UNIFESP Google Scholar
D'Ippolito, Giuseppe Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Magnetic resonance imaging is currently an important method for the assessment of the liver. As with helical computed tomography, the use of fast magnetic resonance imaging sequences to obtain data from the different phases of vascularization allows the detection and identification of tumors. However, some lesions may mimic true parenchymatous lesions which are interpretation pitfalls. These lesions are called pseudolesions and may occur due to perfusion defects, focal fatty infiltration, and spared areas of fatty liver or artifacts, among other causes. The recognition of these lesions is essential to avoid false-positive results. The aim of this study was to classify, illustrate, and briefly describe these pseudolesions, and to provide alternatives to differentiate pseudolesions from true parenchymatous lesions.

A ressonância magnética é uma técnica de grande importância na avaliação do fígado. Assim como na tomografia computadorizada helicoidal, o emprego de aquisições rápidas, em fases diferentes da vascularização hepática, auxilia na detecção e caracterização de tumores. Contudo, algumas armadilhas podem confundir e dificultar a interpretação do exame, simulando lesões parenquimatosas. Estas armadilhas têm forma, localização e características variadas, sendo denominadas de pseudolesões. Podem ser decorrentes de diversos fatores, como alterações perfusionais, esteatose focal, parênquima hepático preservado na esteatose difusa, artefatos, entre outros. É muito importante que sejam reconhecidas, para que não sejam causas de resultados falso-positivos. O objetivo deste ensaio é classificar e ilustrar as diversas pseudolesões hepáticas na ressonância magnética, com breve descrição delas, e alternativas para diferenciá-las das lesões do parênquima.
Palavra-chave Liver
Magnetic resonance imaging
Pitfalls
Fígado
Imagem por ressonância magnética
Erros de diagnóstico
Idioma Português
Data de publicação 2003-10-01
Publicado em Radiologia Brasileira. Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, v. 36, n. 5, p. 305-309, 2003.
ISSN 0100-3984 (Sherpa/Romeo)
Publicador Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Extensão 305-309
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-39842003000500010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-39842003000500010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1871

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-39842003000500010.pdf
Tamanho: 324.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta