Processamento auditivo em idosos

Processamento auditivo em idosos

Título alternativo Auditory processing in elderly people: interation study by means of verbal and nonverbal stimuli
Autor Pinheiro, Maria Madalena Canina Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pereira, Liliane Desgualdo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Caracterizar o aspecto da interacao de sons verbais e nao verbais em idosos com e sem perda auditiva por meio dos testes de Fusao Binaural (FB), Localizacao Sonora em Cinco Direcoes (LS), Lateralizacao Temporal (LT) e do Teste Pediatrico de Inteligibilidade da Fala em escuta Monotica (Pediatric Sentence Identification-PSIMCI),levando em conta cada procedimento, grau e configuracao da perda auditiva. Metodos: 110 idosos, 88 do sexo feminino e 22 do sexo masculino, na faixa etaria dos 60 a 85 anos com audicao normal ou com perda auditiva neurossensorial de grau ate moderadamente-severo, simetrica foram incluidos neste estudo. Os audiogramas possibilitaram a classificacao em grupos quanto ao grau e quanto a configuracao audiometrica da perda auditiva. O comportamento auditivo comum a todos os testes selecionados foi denominado de interacao. A analise foi feita por procedimento isolado, combinado e por grupos do grau e da configuracao audiometrica. Resultados: Ocorreram mais individuos com inabilidade no teste de FB do que no teste de LS. Ao aumentarmos a intensidade da competicao o desempenho do idoso piora no teste PSIMCI. Os resultados por orelha sao semelhantes do teste de LT, entretanto ocorreu uma tendencia da tecnica ascendente apresentar um indice de lateralizacao menor do que a descendente. No estudo combinado dos procedimentos houve uma dependencia estatisticamente significante entre o teste de LS com o de LT e entre o teste de FB com o teste PSI-MCI. Os procedimentos que apresentaram uma dependencia estatisticamente significante com os grupos do grau foram o teste de LS, teste LT e PSI-MCI (-10). O teste de LS apresentou dependencia estatisticamente significante com os grupos da configuracao audiometrica. O grupo com perda auditiva apenas em frequencias altas (GFA) foi o que apresentou menores indices de lateralizacao e se diferenciou estatisticamente dos demais grupos da configuracao Conclusao: Idosos apresentam dificuldade no processo de interacao binaural quando a informacao auditiva nao esta completa. O grau da perda auditiva interferiu principalmente nos comportamentos auditivos de localizacao e lateralizacao. A configuracao audiometrica interferiu no comportamento auditivo de localizacao. Ainda, para o indice de lateralizacao temporal houve interferencia da configuracao com perda auditiva em frequencias baixas e medias
Palavra-chave Audição
Percepção auditiva
Idoso
Testes auditivos
Localização de som
Hearing
Auditory perception
Aged
Hearing tests
Sound localization
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 140 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 140 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18704

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta