O efeito da orientacao dietetica sobre o estado nutricional de criancas cardiopatas

O efeito da orientacao dietetica sobre o estado nutricional de criancas cardiopatas

Título alternativo The effect of dietary intervention on mutritional status of children with heart diseases
Autor Benzecry, Silvana Gomes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar o efeito da orientacao dietetica sobre a inGestão de nutrientes e o estado nutricional de criancas cardiopatas. Metodo: estudo clinico-epidemiologico do tipo coorte, realizado no periodo de 6 meses, em 35 criancas cardiopatas pre-puberes com idade entre 0 e 14 anos. Nao foram incluidas criancas em aleitamento materno exclusivo, com peso de nascimento abaixo de 1500g, cirurgia corretiva total, sopro inocente ou sindromes e doencas cronicas que nao cardiopatia. A avaliacao nutricional constou de inquerito alimentar dia habitual, e escores Z de peso/idade, peso/estatura e estatura/idade , utilizando-se o padrao de referencia da OMS. A orientacao dietetica foi personalizada, sendo as falhas quantitativas e qualitativas na dieta corrigidas gradualmente, em acompanhamento mensal. O calculo das recomendacoes nutricionais baseou-se no RDA (1989) e a padronizacao de conduta nutricional para desnutridos, na WHO (1999). Resultados: A prevalencia de disturbios nutricionais foi de 77,1 por cento, sendo maior no grupo de cianoticos (60 por cento) e com insufiCiência cardiaca congestiva descompensada (100 por cento). O retardo de crescimento foi mais prevalente nos grupos de cianoticos (59 por cento), com hipertensao pulmonar (67 por cento) e insufiCiência cardiaca congestiva descompensada (75 por cento). Ao final do acompanhamento houve melhora significante dos escores Z de P/I (---- ± vs ---- ± , p< 0.02), PIE (----± vs ----- ± , p< 0.06) e E/I ( ---- ± vs ---- ± p< 0.06). A velocidade de crescimento esteve dentro dos limites da normalidade durante o periodo de estudo. A inGestão de energia, de vitaminas e de .... situou-se abaixo da recomendada. Houve melhora significante da inGestão lipidica, vitaminas C, A, E, tiamina, Ferro e zinco; e tendencia a melhora da inGestão proteica. Nao houve alteracao significante nas ingestoes de energia, calcio, fosforo e magnesio. Conclusao: O acompanhamento e a orientacao dietetica de criancas cardiopatas melhorou a inGestão de nutrientes e o estado nutricional
Palavra-chave Estado Nutricional
Cardiopatias/dietoterapia
Micronutrientes
Seguimentos
Criança
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 140 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 140 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18700

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta