Estudo comparativo de diversas tecnicas de RM ponderadas em T2 na deteccao de pequenos nodulos hepaticos

Estudo comparativo de diversas tecnicas de RM ponderadas em T2 na deteccao de pequenos nodulos hepaticos

Título alternativo Comparative study of different technique T2 weighted MR imaging in the detection of small focal liver lesions
Autor Palacio, Glaucia Andrade e Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: determinar a sensibilidade de deteccao de nodulos hepaticos de ate 3 cm de diametro em seis sequencias TSE ponderadas em T2, e comparar a sensibilidade de deteccao de tais nodulos entre sequencias realizadas com sincronizador respiratorio (SR) e em apneia; com e sem supressao de gordura; e com bobina de corpo (BC) ou bobina de sinergia (BS). Metodos: foram incluidos na analise estatistica 30 pacientes com 80 nodulos, que foram submetidos a exames de ressonancia magnetica do abdome, realizando seis sequencias TSE ponderadas em T2, com parametros tecnicos semelhantes, diferindo quanto a utilizacao de SR e apneia; supressao de gordura; e bobina de corpo ou de sinergia. Entre os 80 nodulos, 33 eram menores ou iguais a 1 cm; 32 maiores que 1 .cm e menores ou iguais a 2 cm; e 15 maiores que 2 cm e menores ou iguais a 3 cm. Dois observadores (OBS1 e OBS2) de forma independente analisaram cada sequencia separadamente. A concordancia interobservador foi avaliada atraves do teste de Wilcoxon. Resultados: A concordancia interobservador foi considerada boa, pois utilizando o teste de Wilcoxon nao houve diferenca estatisticamente significante na maioria das comparacoes das analise dos dois observadores. As sequencias mais sensiveis na deteccao de nodulos menores ou iguais a 3 cm foram as realizadas com SR (OBS 1: 86,36 por cento, 78,48 por cento, 75,0 por cento; OBS 2: 83,33 por cento, 79,75 por cento, 73,75 por cento); e as menos sensiveis foram aquelas realizadas em apneia (OBS 1: 67,53 por cento, 63,75 por cento, 58,22 por cento; OBS 2: 64,93 por cento, 56,25 por cento, 58,22 por cento). Comparando as duas tecnicas de controle de artefato de respiracao, as sequencias realizadas com SR foram estatisticamente melhores que aquelas realizadas em apneia. Embora as sequencias com supressao de gordura tenham apresentado sensibilidade maior do que as realizadas sem supressao, na deteccao de todos os nodulos, nao houve diferenca estatisticamente significante. Porem na deteccao de nodulos menores ou iguais a 1 cm, as sequencias com supressao de gordura foram mais sensiveis e com diferenca estatisticamente significante. A sensibilidade das sequencias realizadas com BS foi estatisticamente superior aquela realizada com bobina de corpo para apenas um dos observadores. Conclusoes: As melhores sequencias na deteccao de nodulos hepaticos de ate 3 cm sao as sequencias realizadas com SR independente da presenca ou nao de supressao de gordura e da bobina de radiofrequencia utilizada. Existe uma tendencia das sequencias realizadas com supressao de gordura, assim como das sequencias realizadas com bobina de sinergia, serem mais sensiveis na deteccao destes nodulos, do que as sequencias sem supressao de gordura com bobina de corpo
Palavra-chave Estudo Comparativo
Fígado
Punho
Imagem por Ressonância Magnética
Estudo Comparativo
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 133 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 133 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18692

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta