Avaliacao histopatologica e comportamental dos efeitos da hiperglicemia pos-isquemica no modelo de oclusao da arteria cerebral media em ratos

Avaliacao histopatologica e comportamental dos efeitos da hiperglicemia pos-isquemica no modelo de oclusao da arteria cerebral media em ratos

Título alternativo Histopathological and behavioral evaluation of post-ischemic hyperglycemia in a rat experimental model of focal brain ischemia
Autor Giordani, Fabiola Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A hiperglicemia tem sido progressivamente caracterizada com um fator de grande importancia clinica quando associada ao acidente vascular cerebral (AVC), visto que os estudos clinicos apontam para uma piora da evolucao clinica e maior mortalidade de pacientes vitimados pelo AVC sob ,condicoes de hiperglicemia. Os dados clinicos acumulados apontam para 2 alternativas: (I) a hiperglicemia pode acentuar a lesao cerebral, ou (II) pode constituir-se em uma resposta ao estresse determinado pelo AVC, sendo neste ultimo caso, um apenas marcador da severidade da lesao isquemica. Essas duas hipoteses nao sao mutuamente excludentes, mas a confirmacao da alternativa de que a hiperglicemia possa intensificar a lesao neurologica atraves de diversos mechanismos (por exemplo: aumento da acidose intracelular, acentuacao do edema cerebral, favorecimento a transformacao hemorragica e lesao do DNA mitocondrial) acarretaria implicacoes significativas para o tratamento agudo de pacientes vitimados pelo AVC, diretamente relacionadas ao controle da glicemia. Em face da relevancia clinica dessa questao, o presente estudo investigou os efeitos agudos e cronicos (aos 7 dias e 2 meses de sobrevida, respectivamente) da hiperglicemia pos-isquemica induzida precoce ou tardiamente (hiperglicemia iniciada 3 ou 22 horas apos a recirculacao, respectivamente). Para tal, ratos wistar foram submetidos a 60 minutos de oclusao intraluminal da arteria cerebral media esquerda seguidos de 4 tratamentos diferentes, sendo cada tratamento seguido de sobrevidas de 7 ou 60 dias, constituindo-se um total de 8 grupos de animais isquemicos. Um grupo adicional, nao isquemico e nao tratado foi utilizado para controle dos efeitos comportamentais determinados pelo envelhecimentoa(au)
Palavra-chave Isquemia Encefálica
Traumatismos Encefálicos
Hiperglicemia
Comportamento
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 91 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 91 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18684

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta