Incidencia de malignidade na doenca nodular da tiroide com baixa suspeita clinica: estudo observacional prospectivo por 2 anos numa coorte de 50 pacientes

Incidencia de malignidade na doenca nodular da tiroide com baixa suspeita clinica: estudo observacional prospectivo por 2 anos numa coorte de 50 pacientes

Título alternativo To study the frequency of malignant lesions in patients with clinically begnin thyroid nodules and to verify the value of re-aspiration in benign nodular thyroid disease, we performance an observational 2-year study in a cohort of 50 patients with clinicaly begnin thyroid nodules
Autor Yamazaki, Claudia Akemi Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Para verificar a ocorrencia de lesoes malignas em pacientes com nodulos tiroidianos clinicamente benignos e analisar o valor da repeticao da citologia aspirativa da tiroide quando ha diagnostico negativo para malignidade ao exame inicial, realizamos estudo observacional prospectivo por 2 anos numa coorte de 50 mulheres com nodulos tiroidianos clinicamente sugestivos de benignidade, submetendo-as, alem do exame clinico e acompanhamento, a ultra-sonografia e citologia aspirativa da tiroide (PAAF1) guiada por ultrasonografia; 4 a 12 meses apos, as pacientes com PAAF1 negativa submeteram-se a reavaliacao com ultra-sonografia e repuncao dos mesmos nodulos para a obtencao de nova citologia (PAAF2). Observamos que a palpacao nao foi bom metodo de diagnostico e para o seguimento dos nodulos, quando comparada a ultra-sonografia. Por outro lado, o quadro clinico foi parametro de confianca na avaliacao dos nodulos, pois 47/50 pacientes (94 por cento) evoluiram sem o aparecimento de lesoes malignas evidentes durante o seguimento de 2 anos. Houve concordancia entre PAAF1 e PAAF2 em 33/39 pacientes quando PAAF1 foi negativa (85 por cento). Houve indicacao para tiroidectomia em 11 pacientes, 8 por PAAF suspeita (lesao folicular celular em 7 e celulas de Hurthle em 1) e 3 por aumento do volume nodular durante o seguimento. O anatomo-patologico foi benigno em todas as lesoes suspeitas estudadas (8 adenomas e 3 bocios coloides). Observamos, porem, 2 casos de microcarcinomas papiliferos nao invasivos em area dos nodulos e 1 caso de carcinoma papilifero nao invasivo(1,5 cm. De diametro) num bocio multi-nodular. Das 39 pacientes nao operadas, 29 apresentaram duas PAAFs negativas, 7 uma da PAAF com material insuficiente e 3 nao foram repuncionadas por resolucao espontanea dos nodulos; nenhuma delas apresentou alteracoes ultra-sonograficas sugestivas de malignozacao durante o acompanhamento. Em conclusao, houve concordancia entre as caracteristicas clinicas sugestivas de benignidade com as citologias aspirativas e o acompanhamento clinico/ultra-sonografico em 39 casos e com o anatomo-patologico das lesoes em mais 10 casos; em apenas uma paciente encontramos um carcinoma papilifero num bocio multinodular. Alem disso, a ultra-sonografia deve ser considerada para todos os pacientes com suspeita de nodulos de tiroide ao exame clinico...(au)
Palavra-chave Nódulo da Glândula Tireoide
Biópsia por Agulha
Biologia Celular
Ultrassonografia
Carcinoma Papilar/patologia
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 57 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 57 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18676

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta