Envolvimento do óxido nítrico(NO) no relaxamento vascular produzido por frações da Cecropia glazioui Sneth com atividade hipertensora

Envolvimento do óxido nítrico(NO) no relaxamento vascular produzido por frações da Cecropia glazioui Sneth com atividade hipertensora

Título alternativo Involvement of nitric oxide (NO) in the vascular relaxation induced by fractions of Cecropia glazioui Sneth with hypertensive activity
Autor Ribeiro, Luciana Takahashi Carvalho Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lima-Landman, Maria Teresa Riggio de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo OBJETIVOS: O presente estudo teve como objetivos: 1) avaliar a participacao da via do oxido nitrico (NO) no relaxamento vascular produzido por fracoes da Cecropia glazioui Sneth em aneis de aorta de ratos normotensos (N) e espontaneamente hipertensos (SHR) e 2) quantificar a producao de NO por celulas endoteliais da linhagem CLPs na presenca do EA e da Fbut da planta. METODOS: Aneis de aorta toracica de ratos N e SHR, com ou sem endotelio, previamente contraidos por noradrenalina (10-7 M ou 10-6 M) foram incubados com concentracoes crescentes de EA (0,01 - 1 mg/mL) e de Fbut (1 - 100 mg/mL) da C. glazioui, na ausencia ou na presenca de atropina (10-6 M), de L-NAME (10-5 M) ou de indometacina (10-5 M). A concentracao de NO presente no sobrenadante das celulas endoteliais em cultura apos incubacao com o EA (0,01 - 1 mg/mL) ou com a Fbut (1 - 100 mg/mL) foi quantificada por um metodo amperometrico (NO-Meter). RESULTADOS: Aneis de aorta de ratos N ou de ratos SHR, relaxaram de forma concentracao-dependente na presenca do EA e da Fbut da C. glazioui. A incubacao com L-NAME ou a retirada do endotelio impediram o relaxamento induzido pelo EA e pela Fbut, demonstrando a dependencia de endotelio e o envolvimento do NO no efeito das fracoes. O efeito da Fbut, entretanto, tambem foi parcialmente bloqueado pela atropina, indicando a participacao de receptores muscarinicos nesta acao. Nas culturas de celulas endoteliais da linhagem CLPS, o EA (0,01 - 1 mg/mL), mas nao a Fbut (1 - 100 mg/mL), aumentou a producao de NO de forma concentracao-dependente. Este efeito foi bloqueado pela incubacao de L-NAME (10-5 M), indicando mais uma vez a participacao do NO no efeito vascular do EA. CONCLUSOES: Baseado nos resultados acima, podemos concluir que o EA da C. glazioui produz vasodilatacao atraves da producao de NO por estimulo da NOS ou fornecimento de substrato para a sintese de NO. Alem disso, o EA poderia agir tambem como anti-oxidante, aumentando, desta forma, a disponibilidade do NO. Em relacao a Fbut, apesar de ter seu efeito bloqueado pela remocao de endotelio vascular e pelo LNAME, esta fracao nao estimulou a producao de NO pelas celulas CLPs, indicando que no efeito da Fbut o envolvimento do NO nao seria o unico responsavel pela vasodilatacao promovida pela fracao
Palavra-chave Plantas medicinais
Anti-hipertensivos
Endotélio vascular
Óxido nítrico
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 69 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 69 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18662

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta