Avaliação da cicatrização ureteral após endopielotomia eletrocirúrgica em modelo porcino

Avaliação da cicatrização ureteral após endopielotomia eletrocirúrgica em modelo porcino

Título alternativo Evaluation of ureyeral healign after electrosurgical endopyelotomy in a porcine model
Autor Andreoni, Cássio Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Srougi, Miguel Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A endopielotomia (EP), tratamento endoscopico para obstrucao da juncao ureteropielica, apresenta taxas de sucesso inferiores as da pieloplastia desmembrada. Essa diferenca talvez esteja relacionada a diferencas no processo de reconstituicao tecidual apos os dois procedimentos. Para entender melhor a regeneracao ureteral apos EP, foi conduzido um estudo histopatologico, imano-histoquimico e molecular do ureter do porco, apos endopielotomia com Acucise. METODO: Foram realizados EP bilaterais com Acucise em 28 porcos. Cateteres ureterais 7 French foram inseridos bilateralmente; os rins, ureteres e bexiga foram removidos para estudo apos zero, uma, duas, tres, seis, doze e dezoito horas; um, tres e cinco dias; uma, duas, quatro e oito semanas do procedimento. Os cateteres foram removidos apos quatro semanas. A area do, ureter em cicatrizacao e seguimentos de ureter controle foram estudados com microscopia otica; outra porcao dos mesmos segmentos foram congelados e RTPCR foram realizados para medir niveis de expressao de EGF, TGFa, TGFb1, TGFb2,, TGFb3, FGF, VEGF, IGF, PDGF, colageno tipo 1, integrina e fibronectina. Ademais, estudo imano-histoquimico para antiactina, antidesmina, e antimiosina foi realizado nos segmentos ureterais manipulados. RESULTADOS: Cicatrizacao completa da mucosa foi observada a partir de 2, semanas e completa-se em quatro semanas. Em nenhum caso a camada muscular, estava cobrindo toda a circunferencia ureteral. No ureter operado foi encontrada expressao elevada de KGF, VEGF, TGF-a, TGF-b1, apos duas horas do, procedimento e que se mantiveram altos por sete a catroze dias. O estudo de imuno-histoquimica revelou que os miocitos presentes no defeito ureteral eram, na realidade, miofibroblastos
Palavra-chave Cicatrização
Obstrução uretral
Procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 75 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18661

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta