Avaliação do comprometimento do sistema estomatognático na distrofia miotônica de Steinert

Avaliação do comprometimento do sistema estomatognático na distrofia miotônica de Steinert

Título alternativo Stomatognatic system involvement in miotonic dystrophy
Autor Guimaraes, Antonio Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Marie, Suely Kazue Nagahashi Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: estudar o sistema da mastigacao quanto aos parametros de avaliacao odontologica, prevalencia do fenomeno miotonico nos musculos da mastigacao, forcas de mordida e de fechamento das maos e avaliar a ATM por imagens por ressonancia magnetica (IRM) em pacientes com distrofia miotonica de Steinert (DMS). Metodos: os pacientes foram submetidos ao exame clinico odontologico, mensurando-se as aberturas confortavel e total da boca, o numero de dentes faltantes, padrao oclusal, lado de preferencia da mastigacao, prevalencia de desordens temporomandibulares, tratamento ortodontico previo e fenomeno miotonico. Realizou-se mensuracao quantitativa das forcas de mordida e de fechamento das maos e analise: das articulacoes temporomandibulares (ATM) atraves de IRM, avaliando-se as corticais da fossa mandibular, tuberosidade e da cabeca da mandibula, assim como os discos articulares quanto sua forma anatomica, sinal a IRM e posicionamento nas fases de boca fechada e aberta confortavel. Resultados: os pacientes com DMS apresentaram alteracoes da musculatura da mastigacao evidenciadas pela: 1) presenca do fenomeno miotonico (62 por cento), sendo predominante na lingua, seguido de presenca deste fenomeno na abertura da boca (28 por cento), no fechamento da boca (14 por cento), abertura e fechamento da boca (4 por cento) e na bochecha (2 por cento), 2) limitacao acentuada da abertura de boca confortavel e 3) reducao da forca de mordida, associada a reducao da forca distal de fechamento das maos, ambos significativos em comparacao ao grupo normal (p<0,0001). Observaram-se a IRM das ATM alteracoes das corticais, principalmente das cabecas da mandibula e hiposinal dos discos articulares. Conclusao: Os pacientes com DMS apresentaram evidentes sinais de alteracao da musculatura da mastigacao associadas a alteracoes das estruturas das ATM, sugerindo-se que a DMS possa ser um modelo de alteracoes articulares por defiCiência de carga
Palavra-chave Distrofia miotônica
Músculos mastigatórios
Articulação temporomandibular
Miotonia
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 134 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 134 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18635

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta