A angiografia por ressonância magnética com gadolínio no estudo da circulação hepato-mesentérica em pacientes esquistossomóticos

A angiografia por ressonância magnética com gadolínio no estudo da circulação hepato-mesentérica em pacientes esquistossomóticos

Título alternativo Gadolinium-enhanced magnetic resonance angiography for hepatic and mesenteric vascular study in schistossomotic patients
Autor Caldana, Rogerio Pedreschi Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador D'Ippolito, Giuseppe Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: 1) determinar a frequencia de visualizacao dos segmentos da circulacao hepato-mesenterica pela angiografia por ressonancia magnetica com contraste; 2) avaliar a reprodutibilidade do metodo na deteccao dos segmentos vasculares hepato-mesentericos; 3) comparar o valor do metodo, utilizando-se duas diferentes dosagens de gadolinio (dose simples e dupla). Metodos: foi realizado um estudo prospectivo em 36 pacientes esquistossomoticos (idade entre 28 e 71 anos, com media de 44,6 anos) submetidos a angiografia por RM no periodo de junho de 2000 a junho de 2002, com o objetivo de avaliar o grau de visualizacao da circulacao vascular hepato-mesenterica. Os exames foram realizados em equipamento de RM operando em alto campo magnetico (1,5 T), utilizando-se bobina de corpo e bomba injetora para a administracao EV do contraste. Utilizamos de maneira randomizada dose dupla do contraste paramagnetico (0,2 mmol/kg de Gd-DTPA) em 21 pacientes, e dose simples (0,1 mmol/kg) em outros 15 pacientes. Os exames foram interpretados por dois observadores independentes, que classificaram o grau de visualizacao de 25 segmentos vasculares estabelecidos para analise, sem conhecimento da dose de gadolinio utilizada. A visualizacao das estruturas foi graduada em tres categorias: 0 (zero) para segmentos nao caracterizados, 1 para segmentos de identificacao parcial ou com indefinicao da imagem e 2 para os segmentos bem visibilizados, com qualidade para avaliacao diagnostica. Os resultados de concordancia interobservador foram analisados pelo teste de Kappa. Resultados: os segmentos vasculares proximais e de maior calibre foram as estruturas com melhor grau de visualizacao na maioria da amostra em estudo. 0 tronco celiaco, arteria hepatica comum, arteria esplenica, croca e terco medio da arteria mesenterica superior, veia porta, veia esplenica e veia mesenterica superior apresentaram grau 2 de visualizacao em mais de 70 por cento da amostra. A arteria gastrica direita, arteria hepatica media e arteria pancreaticoduodenal inferior foram as estruturas com pior grau de visualizacao pelo metodo em estudo, nao sendo identificadas em mais de 76 por cento da amostra. Dos 25 segmentos vasculares estabelecidos para analise, a concordancia interobservador global foi de 84,3 por cento, sendo superior a 80 por cento em 19 estruturas...(au)
Palavra-chave Espectroscopia de ressonância magnética
Angiografia
Esquistossomose
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 130 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 130 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18620

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta