Nova tecnica para alivio da dor e tratamento da disfuncao da articulacao temporomandibular

Nova tecnica para alivio da dor e tratamento da disfuncao da articulacao temporomandibular

Título alternativo New cirurgical approach for alleviation of pain and treatment of temporomandibular joint disfunction
Autor Froes, Fernando Aranha Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: apresentar uma nova tecnica cirurgica para o tratamento da disfuncao de ATNI em pacientes sem alivio dos sintomas com outras condutas. Metodo: Foi realizado estudo retrospectivo de 326 prontuarios de pacientes com disfuncao de ATIV1 atendidos entre agosto de 1998 e junho de 2000. Dentre esses, 49 foram operados por meio de miotomias, mioplastias e ostectomias do processo coronoide e incluidos nesse estudo. Foram anotados os seguintes parametros: idade, sexo, raca, presenca de hipertonia muscular, condicao dentaria e osteo-cartilaginosa da mandibula, disco articular, condilo mandibular e das articulacoes. Alem disso, foi avaliada a intensidade da dor pela escala numerica (0 -10) nos seguintes momentos: periodo pre-operatorio (Ti), 3 (T2), 7(T3), 15 (T4) 30 (T5) e 90 (T6) dias apos a operacao. Nesses mesmos momentos foi avaliada a dificuldade de abrir a boca. Resultados: A idade media dos pacientes foi de 32,9 a; 8,2 por cento eram do sexo masculino e 91,8 por cento, do sexo feminino. A raca dos pacientes era: branca (79,59 por cento), mulata (12,24 por cento), negra (4,08 por cento) e amarela (4,08 por cento). A hipertonia muscular foi verificada nos musculos masseteres (100 por cento), temporais (91,83 por cento) e pterigoideos mediais (73,46 por cento). Nao havia falhas de dente em 48,98 por cento dos pacientes, 46,94 por cento eram parcialmente desdentados e 4,08 por cento totalmente desdentados. Foram observados: deformacao ossea em 55,10º/a dos pacientes, deslocamento do disco articular em 69,38 por cento, derrame articular em 20,40 por cento e deformacao do condilo mandibular em 46,93 por cento. As medias da intensidade da dor foram diminuindo significativamente nos momentos investigados: 10 em Ti; 4,29 em T2; 1,22 em T3; 0,06 em T4; 0,02 em T5 e zero em T6. A dificuldade de abrir a boca foi observada em 89,8 por cento dos pacientes no pre-operatorio e 100 por cento no pos-operatorio. A partir do 30ºd. houve melhora gradual significativa. Ocorreu hematoma em 1 paciente, abscesso em 1 paciente e neuropraxia em 2 pacientes. Conclusao: Pode-se concluir que a nova tecnica cirurgica e eficaz para alivio da dor, com poucas complicacoes
Palavra-chave Cefaleia
Cefaleia do Tipo Tensional
Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular
Hipertonia Muscular
Distonia
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 63 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 63 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18585

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta