Prevalencia e patogenese de leveduras da cavidade oral de criancas sadias em diferentes fases de denticao

Prevalencia e patogenese de leveduras da cavidade oral de criancas sadias em diferentes fases de denticao

Título alternativo Prevalence and pathogenesis of yeasts in the oral cavity of healthy children in different phases of dentition
Autor Almeida, Christine Loureiro Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: 1. Conhecer a biota fungica oral em cada fase da denticao, correlacionando as especies com os habitos higienicos e alimentares. 2. Caracterizar os fatores de virulencia: producao de exoenzimas e adesao de C. albicans a celulas epiteliais. Metodos: Foram selecionadas criancas sadias em quatro fases de denticao: decidua incompleta (1 a 2 anos), decidua completa (3 a 5 anos), mista (7 a 10 anos) e permanente (13 a 14 anos). As amostras eram coletadas pela manha com swabs esterilizados e semeadas em placas de Petri contendo Sabouraud dextrose agar acrescido de cloranfenicol. As colonias sugestivas de leveduras foram semeadas em tubos com Sabouraud dextrose agar e em placas contendo CHROMagar Candidas. As colonias verdes eram inicialmente identificadas como C. albicans o que foi confirmado pela producao de tubo germinativo e de clamidoconidio. A caracterizacao das especies nao-albicans foi feita atraves de provas tradicionais. O estudo da patogenicidade dos isolados de C. albicans foi realizado pela pesquisa das enzimas proteinase e fosfolipase e do teste de adesao, a celulas HeLa em placa de cultura celular. Resultados: Das 321. criancas estudadas, 170 (53 por cento) apresentavam leveduras das quais, 90,2 por cento eram do genero Candida. As especies mais importantes foram C. albicans (33,3º/a), C. parapsilosis (23 por cento), C. tropicalis (13,3 por cento), C. guillermondu (10,4 por cento), C. lusitaniae (5,5 por cento). Culturas positivas foram encontradas em 76,4 por cento das amostras do primeiro grupo, 65,5 por cento do grupo 2; 40,8 por cento do grupo 3 e 41 por cento do grupo 4. O percentual de criancas em que foi isolada uma a seis unidades formadoras de colonia e o numero de criancas que apresentou apenas uma especie de levedura aumentou progressivamente em relacao as fases de denticao ( 47,5 por cento; 53 por cento; 67 por cento e 97 por cento). As especies mais frequentes nos quatro grupos foram C. albicans e C. parapsilosis com prevalencia de C. parapsilosis (27,3 por cento) sobre C. albicans (20,8 por cento) entre as criancas com denticao decidua incompleta. Nao houve...(au)
Palavra-chave Leveduras
Criança
Dentição
Boca
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 97 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 97 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18566

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta