The pharmacovigilance of psychoactive medications in Brazil

The pharmacovigilance of psychoactive medications in Brazil

Título alternativo A farmacovigilância dos medicamentos psicoativos no Brasil
Autor Carlini, Elisaldo Araujo Autor UNIFESP Google Scholar
Nappo, Solange Aparecida Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJETIVE: The present study aimed to analyze 219 notifications of suspected adverse reactions (AR) produced by psychoactive medicaments (ARPM), notified by Brazilian psychiatrists, during a 3-month period (April 1999 up to September 2001). METHOD: A notifying card for adverse reactions possibly produced by psychoactive medications was quarterly sent to all psychiatrists affiliated to the Brazilian Association of Psychiatry. Once each notification, dully filled in, was received, the possible adverse reaction was analyzed in order to verify the causality RESULTS: The psychiatrists classified as severe 50 of the ARPMs; 150 others were not considered as severe. Among the severe ones there were 3 deaths, 12 life-threatening reactions, 26 ARPMs required or prolonged hospitalization and 9 notifications described temporary disability of the patients. Among the medications, antidepressants ranked first with 122 ARPMs being notified, followed by neuroleptics (46 ARPMs) and antiepiletic medicaments (25 ARPMs). The three main organs and systems affected by the ARs were the Central Nervous System with 102 ARs, skin and mucosa with 44 and gastrointestinal with 21 ARPMs. CONCLUSION: Considering causality, i.e., the association between the medication and the described AR, 24 cases were considered as Definite (with positive dechallenge and rechallenge, i.e., withdrawal and reintroduction of the medication) and 134 other ARPMs were classified as Probable (only dechallenge positive; only with medication withdrawal; rechallenge was not performed).

OBJETIVO: O presente estudo visou analisar 219 notificações de suspeita de reações adversas (RA) produzidas por medicamentos psicoativos (RAMPs), preenchidas por médicos psiquiatras durante um período de três meses (abril de 1995 a setembro de 2001). MÉTODO: Uma ficha para notificação de reações adversas possivelmente produzidas por medicamentos psicoativos era enviada a cada três meses para todos os médicos psiquiatras filiados à Associação Brasileira de Psiquiatria. Uma vez recebida uma destas notificações, devidamente preenchida, a possível reação adversa era analisada para verificação da causalidade. RESULTADOS: Os psiquiatras classificaram como sérias 50 das RAMPs; 150 outras foram consideradas não-sérias. Entre as sérias houve três mortes, 12 relataram risco de vida, 26 RAMPs exigiram ou prolongaram hospitalização e nove notificações descreveram invalidez temporária dos pacientes. Entre os medicamentos, os antidepressivos ficaram em primeiro lugar, com 122 RAMPs notificadas, seguidos dos neurolépticos (46 RAMPs) e anticonvulsivantes (25 RAMPs). Os três principais órgãos e sistemas afetados pelas ARs foram: Sistema Nervoso Central, com 102 ARs, pele e mucosa, com 44, e gastrointestinal, com 21 RAMPs. CONCLUSÃO: Considerando a causalidade, ou seja, a associação entre o medicamento e a RA descrita, em 24 casos, as RAMPs foram considerados Definidas (com dechallenge e rechallenge positivas; isto é, retirada e reintrodução do medicamento) e 134 outras RAMPs foram classificadas como Prováveis (só dechallenge positiva; só com a retirada do medicamento. A rechallenge não foi feita).
Palavra-chave Adverse reaction to medicines
Pharmacovigilance
Psychoactive medicaments
Causality of adverse drug reactions
Reação adversa a medicamentos
Farmacovigilância
Medicamentos psicoativos
Causalidade de reações adversas às drogas
Idioma Inglês
Data de publicação 2003-10-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 25, n. 4, p. 200-205, 2003.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 200-205
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462003000400004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-44462003000400004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1855

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-44462003000400004.pdf
Tamanho: 141.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta