Injeção percutânea de etanol no tratamento de nódulos tiroidianos sólidos, císticos e autônomos

Injeção percutânea de etanol no tratamento de nódulos tiroidianos sólidos, císticos e autônomos

Título alternativo Percutaneous ethanol injection for treatment of solid, cystic and autonomous thyroid nodules
Autor Bianchini, Elizabeth X. Autor UNIFESP Google Scholar
Ikejiri, Elza S. Autor UNIFESP Google Scholar
Mamone, Maria Conceição Autor UNIFESP Google Scholar
Paiva, Elias R. Autor UNIFESP Google Scholar
Maciel, Rui Monteiro de Barros Autor UNIFESP Google Scholar
Furlanetto, Reinaldo P. Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Percutaneous ethanol injection (PEI) guided by ultrasound has been used for the treatment of cystic, solid and autonomous thyroid nodules. We present our experience in the treatment of 50 patients with thyroid nodules: 26 solid, 17 cystic and 7 autonomous (AN). Patients were evaluated 1 week, 1, 3, and 6 months and 1 year after PEI. After one year, solid nodules showed a mean 74% volume reduction, and cysts a volume reduction of 92%, with no recurrences. After one year, 5 patients with AN reached clinical and laboratory euthyroidism; the other 2 also became euthyroid, but with subnormal TSH. Recurrence of thyrotoxicosis was not observed and mean nodular reduction was 66%. The procedure was well tolerated by all patients. The results confirm that PEI is a good therapeutic alternative for reduction of solid and cystic thyroid nodules and for the treatment of autonomous nodules.

A injeção percutânea de etanol (IPE) guiada por ultra-som tem sido utilizada para o tratamento de nódulos tiroidianos autônomos, sólidos e císticos. Apresentamos nossa experiência em 50 pacientes tratados, sendo 26 portadores de nódulos sólidos, 17 de nódulos císticos e 7 de nódulos autônomos (NA). Avaliamos os pacientes 1 semana, 1 mês, 3 meses, 6 meses e 1 ano após a IPE. Após 1 ano, os nódulos sólidos reduziram a 74% do volume inicial, os císticos diminuíram 92% sem apresentar recidivas. Um ano após o tratamento dos nódulos autônomos, 5 pacientes estavam em eutiroidismo clínico e laboratorial e 2 em eutiroidismo mas com TSH subnormal. Não houve recorrência da tirotoxicose e a redução nodular foi de 66%. O procedimento foi bem tolerado por todos. Os resultados confirmam que a IPE é uma boa alternativa terapêutica para redução dos nódulos tiroidianos císticos e sólidos e no tratamento dos nódulos autônomos.
Assunto Ethanol
Thyroid nodule
Interventional ultrasonography
Sclerotherapy
Thyrotoxicosis
Etanol
Nódulo tiroidiano
Ultrassonografia
Escleroterapia
Hipertiroidismo
Idioma Português
Data 2003-10-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 47, n. 5, p. 543-551, 2003.
ISSN 0004-2730 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Extensão 543-551
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302003000500007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27302003000500007 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1851

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-27302003000500007.pdf
Tamanho: 230.1Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)