Estudo epidemiológico do peso ao nascer a partir da declaração de nascido vivo, município de Itajaí-SC

Estudo epidemiológico do peso ao nascer a partir da declaração de nascido vivo, município de Itajaí-SC

Título alternativo Epidemiologic study the birth weight from born declarations lives in the district of Itajai-Santa Catarina, Brazil
Autor Próspero, Elisete Navas Sanches Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Barros, Sonia Maria Oliveira de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O peso do Rn ao nascer, e utilizado para demonstrar as condicoes de nascimento das criancas, pois seu deficit e considerado como importante fator de risco no aumento dos indices de morbimortalidade infantil. Desta forma, o presente estudo teve como objetivos: conhecer a incidencia de criancas nascidas vivas, com peso normal, insuficiente, baixo peso e sobrepeso no momento do nascimento, no Municipio de Itajai-SC; comparar a curva de distribuicao do peso do recem-nascido, deste municipio, com outras localidades estudadas no Brasil e na Suecia; identificar os fatores de risco associados ao baixo peso e peso insuficiente ao nascer, segundo a Declaracao de Nascido Vivo; identificar, segundo a distribuicao geografica do municipio estudado, as zonas administrativas de maior frequencia de baixo peso e peso insuficiente ao nascer, segundo a Declaracao de Nascido Vivo. Para tanto, foi realizado um estudo transversal, cuja populacao compreendeu 11.184 Declaracoes de Nascido Vivo, de partos unicos, da zona urbana do municipio, no periodo de janeiro de 1996 a dezembro de 1999. Apos a analise dos dados, pode-se concluir: ocorreram pequenas flutuacoes ou estagnacao da evolucao do peso do RN ao nascer, neste periodo; a analise discriminante evidenciou 3 subgrupos de variaveis associadas ao peso ao nascer: a primeira ficou representada pelo sexo do RN, tipo de parto, numero de paridades e idade materna; a segunda pelo grau de escolaridade materno e assistencia pre-natal e a terceira pela idade gestacional e indice de Apgar do primeiro e quinto minutos. Os principais fatores associados ao baixo peso e peso insuficiente foram: mulheres adolescentes ou acima de 34 anos; primiparidade ou multiparidade...(au)
Palavra-chave Peso ao nascer
Recém-nascido de baixo peso
Estatísticas vitais
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 173 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 173 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18474

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta