PSA e medidas antropométricas em índios da Amazônia: avaliação da comunidade Parkatejê

PSA e medidas antropométricas em índios da Amazônia: avaliação da comunidade Parkatejê

Título alternativo PSA and anthropometric measurements among Amazon Indians: an evaluation of the Parkatejê community
Autor Arruda, Homero Oliveira de Autor UNIFESP Google Scholar
Vieira Filho, João Paulo Botelho Autor UNIFESP Google Scholar
Ortiz, Valdemar Autor UNIFESP Google Scholar
Srougi, Miguel Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: PSA (prostate-specific antigen) screening for early detection of prostate cancer in a native community is of great epidemiological importance. The study was conducted with the objective of verifying the occurrence of prostate cancer among members of an Amazon community, as well as its possible relationship to acculturation and overweight (body mass index). METHODS: Lifestyle and anthropometric information was collected from a group of 22 men, presumedly over age 50, members of an isolated community of 363 Amazonian Indians - self-denominated Parkatejê and Kykatêjê - from Pará state, in Northern Brazil. In addition to physical and hematological exams, total and free PSA dosages were performed. RESULTS: Total PSA serum levels ranged from 0.35 to 25.8 ng/ml. Three subjects had PSA levels greater than 4.0 ng/ml, and another two had levels between 2.5 and 4.o ng/ml. Prostate biopsies performed on two subjects indicated the presence of prostate adenocarcinoma in one of them and of intraepithelial neoplasia on the other. Overweight (BMI >25 Kg/m²) and waist-to-hip ratio >0,9 were observed in 68.1% and 72% of subjects, respectively. CONCLUSIONS: Changes in nutritional habits caused by contact with civilization, such as the substitution of more caloric foods for the traditional game and vegetable fiber are increasing the prevalence of overweight among the community. In view of the association between prostate cancer incidence, high-fat diet, and less physical activity, it can be assumed that further cases of prostate neoplasia will occur in the future, since several community members already have high PSA serum levels.

OBJETIVO: O rastreamento com o PSA (antígeno prostático específico) para detecção precoce de câncer de próstata em uma comunidade nativa tem grande importância epidemiológica. Assim, realizou-se estudo com objetivo de verificar a ocorrência do câncer da próstata em uma tribo indígena da Amazônia e uma possível relação entre o aculturamento, a presença de sobrepeso (índice de massa corporal) e o aparecimento da doença. MÉTODOS: Foi realizado um levantamento dos hábitos e medidas antropométricas em 22 homens com idade presumida maior de 50 anos, de uma tribo isolada de 363 índios, autodenominados Parkatejê e Kikatêjê, vivendo na região Amazônica (Pará). Além dos exames físico e hematológicos, foram realizadas dosagens de PSA total e PSA livre. RESULTADO: Os níveis séricos de PSA total variaram de 0,35 a 25,8 ng/ml. Três nativos apresentaram PSA maior que 4,0 ng/ml e outros dois evidenciaram PSA entre 2,5 e 4,0 ng/ml. Biopsia prostática em dois nativos revelou a presença de adenocarcinoma de próstata em um e neoplasia intraepitelial em outro. Sobrepeso com índice de massa corporal >25 Kg/m² e relação cintura-quadril >0,9 foram observados em 68,1% e 72,7% do grupo estudado. CONCLUSÕES: Mudanças nutricionais decorrentes do contato com a civilização, como substituição da caça e fibras vegetais por alimentos mais calóricos, estão aumentando a freqüência de sobrepeso na comunidade indígena. Devido à associação entre incidência de câncer de próstata, dieta gordurosa e menor atividade física, pode-se presumir que o futuro testemunhará mais casos da neoplasia prostática, visto que vários de seus membros já evidenciaram altos níveis séricos de PSA.
Palavra-chave Prostatic neoplasms
Prostate-specific antigen
Body mass index
Indians, South American
Anthropometry
Risk factors
Obesity
Acculturation
Food habits
Prevalence
Neoplasias prostáticas
Antígeno prostático específico
Índice de massa corporal
Índios sul-americanos
Antropometria
Fatores de risco
Obesidade
Aculturação
Hábitos alimentares
Prevalência
Idioma Português
Data de publicação 2003-10-01
Publicado em ARRUDA, Homero Oliveira de et al . PSA e medidas antropométricas em índios da Amazônia: avaliação da comunidade Parkatejê. Rev. Saúde Pública, São Paulo , v. 37, n. 5, p. 624-628, out. 2003
ISSN 0034-8910 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Extensão 624-628
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102003000500012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000186651100012
SciELO S0034-89102003000500012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1847

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-89102003000500012.pdf
Tamanho: 39.78KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0034-89102003000500012-pt.pdf
Tamanho: 84.17KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta