Hábitos, atitudes e crenças de fumantes em quatro capitais brasileiras: uma comparação com 17 países europeus

Hábitos, atitudes e crenças de fumantes em quatro capitais brasileiras: uma comparação com 17 países europeus

Título alternativo Smokers habits, attitudes and beliefs in four brazilian cities: a comparison with 17 european countries
Autor Gigliotti, Analice de Paula Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Laranjeira, Ronaldo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A dependencia de nicotina e a maior causa evitavel de adoecimento e morte no Brasil e deixar de fumar e a atitude mais importante que um fumante pode ter em favor de sua Saúde. De acordo com dados do ultimo censo, 32,5 por cento da populacao brasileira fuma, mas pouco se sabe sobre quantas pessoas dessa parcela desejam parar e que fatores as influenciariam a tomar a decisao de abandonar o cigarro. Objetivo: Analisar habitos, atitudes e crencas de fumantes em quatro capitais do Brasil (Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Porto Alegre) e compara-los com os de 17 paises europeus. Metodos: Oitocentos fumantes foram entrevistados. Estes foram recrutados por amostra intencional de acordo com quotas preestabelecidas, divididas conforme classe social, sexo, ocupacao e idade. Resultados: A maioria dos entrevistados declarou desejar deixar de fumar e apresentou grau de dependencia de nicotina de baixo a moderado. Quanto maior a motivacao dos individuos para deixar de fumar, maior o numero de tentativas que ja haviam feito e maior a probabilidade de terem recebido conselho medico. Apenas 21 por cento do total da amostra recebeu instrucoes do seu medico sobre como fazer para deixar o cigarro. O fator de maior influencia futura nos esforcos para parar de fumar foi preocupacao em expor suas criancas, familia e amigos a fumaca de cigarro. A populacao brasileira, se comparada com a dos paises europeus, parece encontrar-se em alto grau de conscientizacao na luta antitabaco. Conclusoes: Por meio da analise dos resultados sobre habitos, crencas e atitudes de fumantes brasileiros e da comparacao com os dados de outros paises, novas politicas de Saúde publica puderam ser sugeridas. Alem disso, foi possivel observar o que pensam os brasileiros a respeito das politicas de controle do tabagismo que ja foram implementadas no pais
Palavra-chave Transtorno por uso de tabaco
Tabaco
Nicotina
Saúde pública
Coleta de dados
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 107 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 107 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18457

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta