Avaliação da incidência de movimentos das patas durante o sono em ratos com lesão medular

Avaliação da incidência de movimentos das patas durante o sono em ratos com lesão medular

Título alternativo Evaluation of the moviments of the paws during the sllep in rats with spinal cord injury
Autor Esteves, Andrea Maculano Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Tufik, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O Movimento Periódico de Pernas (MPP) é um distúrbio do sono que afeta em média 6 por cento da população em geral. Diversos estudos demonstram a ocorrência de MPP em pacientes com lesão medular durante o sono. O objetivo deste estudo foi identificar a ocorrência de movimentos de patas durante o sono em ratos com lesão medular. Os animais foram distribuídos em dois grupos: ratos com lesão medular (LM) e grupo SHAM. Os grupos foram submetidos a cirurgia de implantação de eletrodos para análise do padrão de sono (Eletrocorticograma ECoG) e análise do padrão da atividade muscular (Eletromiograma - EMG). Após o registro basal do sono (24h) foi realizado o procedimento de cirurgia de lesão medular (nível T9) no grupo LM, retornando ao registro de sono por sete dias consecutivos. Os resultados demonstraram que, após a lesão medular, dez dos onze animais passaram a apresentar movimentos de flexão e extensão das patas durante o sono, ao passo que os animais do grupo SHAM não demonstraram movimentos das patas durante os 8 dias de registro de sono. A análise anatomopatológica demonstrou quatro diferentes graus de extensão da lesão medular, classificados da seguinte forma: Grupo I - lesão parcial do cordão posterior; Grupo II - lesão total do cordão posterior; Grupo III - lesão de hemimedula e Grupo IV - lesão total da medula espinhal. Os diferentes grupos de lesão (Grupos 1,11,111 e IV) classificados de acordo com a área de extensão da lesão, não influenciaram no aparecimento dos movimentos das patas durante o sono. Quanto aos parâmetros de sono avaliados, os ratos com LM apresentaram tendência a uma menor eficiência do sono, no período claro. No período escuro, os ratos apresentaram um aumento significativo na eficiência do sono quando comparado o grupo LM ao seu registro basal e ao grupo SHAM. Esta maior eficiência, no período escuro do grupo LM, foi devido a uma diminuição do percentual do Tempo Total de Vigília e do aumento do percentual Tempo de Sono de Ondas Lentas, retornando aos valores normais após o quinto dia de registro. Estes resultados demonstraram que este período alterado do padrão de sono foi...(au).
Palavra-chave Sono
Transtornos do sono
Medula espinal
Traumatismos da medula espinal
Ratos
Modelos Animais
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 83 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 83 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18452

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta