Impacto da dispersao do intervalo QT na evolucao clinica de pacientes com insufiCiência cardiaca cronica em uso do carvedilol

Impacto da dispersao do intervalo QT na evolucao clinica de pacientes com insufiCiência cardiaca cronica em uso do carvedilol

Título alternativo Impact of QT interval dispersion in the clinical course of patients chronic heart failure using carvedilol
Autor Albuquerque, Denilson Campos de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Fundamento: O papel da dispersao do intervalo QT (DQT) na insufiCiência cardiaca (IC) ainda permanece controverso e indefinido. Objetivo: Avaliar o impacto da DQT na evolucao clinica de pacientes com insufiCiência cardiaca cronica estaveis em uso do carvedilol (CVD) . Metodologia: Foram selecionados 108 pacientes para terapeutica com carvedilol em portadores de IC cronica estaveis e em classe funcional (CF) 11,111 e IV da NYHA. Todos apresentavam uma FE do VE<0,40 e estavam em tratamento padrao para IC otimizados. A faixa etaria era de 22-82 anos, sendo 65,7 por cento do sexo masculino, 72,2 por cento brancos e foram submetidos a historia clinica/exame fisico completos, avaliacao laboratorial, eletrocardiograma, ecocardiograma e acompanhados ambulatorialmente por um periodo medio de 38,2 meses. Todos usaram o CVD nas doses maximas toleradas. Os parametros avaliados foram: caracteristicas gerais da populacao, etiologia da cardiopatia, medicacao concomitante, CF da NYHA antes e apos CVD, dose maxima do betabloqueador, FE e DQT antes e apos 6 meses de CVD, presenca ou nao do bloqueio do ramo esquerdo (BRE), internacoes cardiovasculares, complicacoes e obitos durante o acompanhamento. Resultados: Houve reducao da DQT (de 109ms para 72ms) e aumento da FE (de 0,27 para 0,39) apos 6 meses de carvedilol (p<0,001). A reducao da DQT nao apresentou significancia estatistica entre as caracteristicas gerais da populacao (p>0,05), nas medicacoes concomitantes (p>0,05), nas diferentes doses do carvedilol (p=0,80), na etiologia da cardiopatia (p=0,959), na presenca de complicacoes (p=0,851) e na presenca ou nao do BRE (p=0,161). Esta reducao teve relacao com os pacientes de CF mais graves (principalmente III e IV) preCVD (p=0,007), com a melhora da CF (p=0,028) e com menor numero de internacoes por ano de acompanhamento (p=0,047). A DQT pre-CVD £ 90ms foi preditora de internacoes (AUC = 0,636; sens. = 43,1 por cento; espec. = 82 por cento; razao VS positiva = 2,39; razao VS negativa = 0,69). A presenca de BRE (p=0,002; OR=4,606) e a DQT pos-CVD > 90ms foram preditores de...(au)
Palavra-chave Insuficiência Cardíaca
Agonistas Adrenérgicos beta
Eletrocardiografia
Mortalidade
Arritmias Cardíacas
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 121 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 121 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18433

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta