Participacao da supersensibilidade dopaminergica e do estresse oxidativo estriatais no desenvolvimento das discinesias orofaciais: um estudo comparativo entre ratos das linhagens Wistar EPM-1 e SHR(spontaneously hypertensive rats)

Participacao da supersensibilidade dopaminergica e do estresse oxidativo estriatais no desenvolvimento das discinesias orofaciais: um estudo comparativo entre ratos das linhagens Wistar EPM-1 e SHR(spontaneously hypertensive rats)

Título alternativo Role of striatal dopaminergic supersensitivity and oxidative stress in the development of orofacial dyskinesias: a comparative study between Wistar EPM-1 rats and spontaneously hypertensive rats(SHR)
Autor Abilio, Vanessa Costhek Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Doenca por vezes irreversivel e consequente do tratamento prolongado com drogas neurolepticas classicas, a discinesia tardia caracteriza-se por apresentar, predominantemente, movimentos orofaciais discineticos. O principal fator de risco para o desenvolvimento dessa sindrome e o envelhecimento, que tambem promove o desenvolvimento de discinesia orofacial espontanea, fenomeno logicamente similar a discinesia tardia. A fisiopatologia da discinesia tardia ainda nao esta estabelecida, mas tanto a supersensibilidade dopaminergica nigroestriatal quanto o estresse oxidativo tem sido sugeridos como mecanismos responsaveis por seu desenvolvimento. Paralelamente, o estresse oxidativo e uma conhecida caracteristica do envelhecimento cerebral. Recentemente verificamos que a linhagem de animais espontaneamente hipertensos SHR (spontaneously hypertensive rats) nao desenvolve movimentos orofaciais induzidos por reserpina, um modelo animal de discinesia tardia. Esse achado parece revestir-se de especial importancia quando consideramos que apenas 20 por cento a 30 por cento dos individuos tratados com neurolepticos classicos desenvolvem discinesia tardia. Com efeito, ratos SHR e pacientes resistentes a discinesia tardia poderiam compartilhar caracteristicas neurofisiologicas que limitassem o desenvolvimento de discinesias orofaciais. Como primeiro objetivo desta tese, procuramos verificar se essa linhagem desenvolveria discinesia orofacial induzida tanto pelo envelhecimento quanto por um tratamento
Assunto Discinesias
Estresse Oxidativo
Dopamina
Envelhecimento
Ratos Endogâmicos SHR
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 122 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 122 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18432

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)