Aplicacao do adesivo de fibrina na sintese da cupula vaginal em histerectomias abdominais de coelhas

Aplicacao do adesivo de fibrina na sintese da cupula vaginal em histerectomias abdominais de coelhas

Título alternativo Application of fibrin adhesive in the vaginal cupula synthesis in rabbit's abdominal hysterectomy
Autor Lima, Ari Goncalves Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A histerectomia e um procedimento operatorio largamente utilizado para tratamento de doencas benignas e malignas envolvendo o utero e anexos. A histerectomia total tem como complicacoes frequentes a formacao de granulomas e/ou aderencias consequentes a sutura da cupula vaginal. Ainda procura-se um material de sutura que provoque menor reacao inflamatoria nesta situacao. O adesivo de fibrina, conhecido como cola biologica, e uma opcao que tem sido investigada na literatura em outros procedimentos mostrando uma menor reacao inflamatoria cicatricial. Assim propos-se o estudo comparativo da sintese da cupula vaginal de coelhas, apos histerectomia total, usando o fio de acido poliglicolico e o adesivo de fibrina (TissucolR). Vinte coelhas foram submetidas a histerectomia total sendo que em dez a cupula vaginal foi suturada com pontos separados de DexonR 3.0 (Grupo A) e nas outras dez foi usado a cola de fibrina (Grupo B). Apos seis semanas de observacao os animais foram submetidos a avaliacao por radio-vaginografia, video-vaginoscopia, resseccao da vagina para estudo macroscopico, identificacao de granulomas e aderencias peritoniais e teste de ruptura da linha de sutura sob pressao controlada. Foi colhido material para estudo histologico para colageno. Os resultados da video-vaginoscopia mostraram a presenca de granulomas em ambos os grupos, assim como a avaliacao) macroscopica tambem os identificou. Ambas as avaliacoes mostraram que nao ocorreu) granulomas, quando usado somente cola biologica, que tambem mostrou menor ocorrencias de aderencias peritoniais. A radio-vaginografia mostrou provavel deiscencia em um animal do grupo A que coincidiu no teste de resistencia tensil com uma ruptura. O estudo histologico e o teste de resistencia tensil mostraram resultados semelhantes e sem diferencas estatisticamente significantes entre os grupos. Conclui-se que o adesivo biologico, apesar de necessitar de um tempo maior para aplicacao, mostrou-se eficiente e eficaz para a sintese da cupula vaginal apos histerectomia total em coelhas, podendo ser uma opcao de material de sintese para o procedimento operatorio
Palavra-chave Histerectomia
Adesivo Tecidual de Fibrina
Granuloma
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 75 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18401

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta